Dados Técnicos
Ibiradiô
ISBN 85-7372-873-6
Ficção - JS 3288
Formato 14 x 21 cm - 212 páginas
3ª Edição - Ano 2004

Disponível para venda na Livraria Asabeça, Rua Dep. Lacerda Franco, 187, Pinheiros, São Paulo, SP, CEP 05418-000, telefone (11) 3031-2298 ou na Livraria Virtual Asabeça
Ibiradiô

O enredo é desenvolvido em plano objetivo duplo: o histórico e o contemporâneo, na tentativa de reconstruir acontecimentos de um passado longínquo, a partir de um enfoque crítico atualizado. Há em notável esforço de carpintaria literária, sobretudo pela forma como a autora narra e recria mundos íntimos polarizados, reveladores dos vôos e quedas da alma humana. Livro polêmico, de angústia e revolta, de um grande amor pela justiça e pela humanidade.  

Vida e morte, ficção e realidade se confundem neste livro de três capítulos, este pequeno grande romance (Jane Brasil) obra lírica por excelência da poetisa Gizelda Morais.
Ofenísia Soares Freire – professora e escritora.

As palavras de Gizelda nos ajudam a reverter nossas certezas, a refletir sobre este imenso problema da colonização e da civilização. Livro polêmico (Ibiradiô), de cólera, de revolta e de grande amor pela justiça, pela defesa dos direitos do homem, pela humanidade.
Marie-Geneviève Rivault – romancista francesa.

No seu romance (Preparem os Agogôs), Gizelda desce aos bastidores da história sergipana, e aí aprendi muito num campo em que me ocupei em demoradas pesquisas. Parece-me que a querida escritora viveu nas casas grandes, nas senzalas, em conventos de Sergipe, Bahia e Alagoas, no século XIX, tais os aspectos políticos, econômicos, religiosos, conluios e tragédias narrados. Acrísio Torres – escritor, professor da UnB.

Baseando-se nos conflitos íntimos de seu protagonista, um emérito e respeitável juiz, GM criou um romance (Absolvo e Condeno) que prende o leitor da primeira à última página, quase que o obrigando a lê-lo num fôlego só.
Ryoki Inoue – romancista.

Feliz Aventureiro é um livro que faz pensar, a reflexão filosófica a dominar o leitor incauto, a trama, a nervura básica do seu grande romance.
Mário Cabral – Jornalista e escritor.

Gizelda Morais

Nascimento: 30 de maio de 1939 na cidade de Campo do Brito - Sergipe. Em razão de deslocamento de seus pais para Riachão do Dantas - SE, esse foi oficialmente anotado como seu local de nascimento. Estudos primários no Grupo Escolar Tobias Barreto da cidade de Tobias Barreto (Sergipe) onde passou a infância e leu os primeiros livros na Biblioteca pública do mesmo nome. Estudos ginasiais e secundários no Colégio N.S. de Lourdes e Ateneu Sergipense em Aracaju. Desde adolescente declamava suas poesias em solenidades estudantis. Teve sua apresentação na imprensa feita por Epifânio Dória (13/01/ 1955 no Sergipe Jornal)e daí em diante publicou poemas, artigos  e crônicas em diversos jornais de Sergipe. Nos anos 50 e 60 participou de programas culturais de emissoras de rádio. Membro da Arcádia Estudantil do Colégio Estadual de Sergipe (Atheneu), participou da fundação do  Clube Sergipano de Poesia. Seu primeiro livro de poesias, Rosa do Tempo), foi publicado em 1958, em  Aracaju,  pelo Movimento Cultural de Sergipe. No ano seguinte, iniciando seus estudos universitários em Belo Horizonte, ganhou ali o 1° prêmio no Concurso Universitário de Poesia, e em 1960 um prêmio com o ensaio, João Ribeiro e a História do Brasil, em concurso promovido pela Secretaria de Educação e Cultura de Sergipe. Transferindo-se para Salvador para continuar seus estudos, colaborou ali em revistas universitárias. Graduada em Filosofia e em Psicologia pela Universidade Federal da Bahia, recebeu o grau de Doutora, em Psicologia, pela Universidade de Lyon (França), realizando, mais tarde, estágio pós-doutoral na Universidade de Paris XIII. Na Universidade Federal da Bahia trabalhou no Departamento de Psicologia (do qual foi também chefe), e no Mestrado em Educação do qual foi Coordenadora e uma das fundadoras da ANPED.  Na UFS foi professora do Departamento de Psicologia e Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação. Foi professora visitante na Universidade de Nice (França). Prestou serviços a outras Universidades brasileiras e a instituições públicas nacionais como CFE, CNPq, CAPES e outras. Foi a primeira Secretária Regional da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) em Sergipe (1981-86) e membro do Conselho Nacional dessa entidade científica (1986 a 91). Além de sua tese de doutorado, L'Ecriture et la Lecture - (1969), defendida em 13 de janeiro de 1970,  publicou trabalhos científicos em livros, revistas, anais, e Pesquisa e Realidade no Ensino de 1° Grau, org. (Cortez Editora, São Paulo, 1980).  Entre os ensaios, Esboço para uma análise do significado da obra poética de Santo Souza (Aracaju, 1996). 

ROMANCES:
JANE BRASIL (1986)
IBIRADIÔ (1ª ed. 1990)

PREPAREM OS AGOGÔS (1º ed.1996)
ABSOLVO E CONDENO (2000)
FELIZ AVENTUREIRO (2001)