Dados Técnicos

Sob as Asas da Aurora
Lucília Junqueira de Almeida Prado
Scortecci Editora / Editora Conquista
Ficção
ISBN 978-85-366-1056-6
Formato 16 x 23 - 208 págs.
1ª edição - 2008
2ª edição - 2008

Sob as Asas da Aurora
Este livro é História ficcionada, pelo andamento narrativo de mais de seis décadas, e é romance, dentro dos gêneros literários, de excelente criatividade e envolvência, pela trama (ou tramas) bem urdida entre as personagens, que vêm do passado, albores do século que passou, e se irradiam e se ampliam com as novas gerações.

O fio condutor parte de um pequeno grupo de imigrantes japoneses, da segunda leva, que vieram para o Brasil no início da segunda década do século que passou, deslumbrados com a miragem de aqui enriquecerem e voltarem à terra natal.

Descreve a viagem, a chegada ao Brasil, as hospedagens precárias, os deslocamentos para o interior cafeeiro, os castelos de cartas ruindo diante da realidade doída, as febres... Ela conta tudo aquilo que os documentos frios não contam, eis que conta por dentro, como só ficcionista de pulso, que conhece esse mundo de perto e de perto viveu, como a autora é capaz de contar.

Lucília traz na sensibilidade o que viu de tão perto, nos períodos de sua vida interiorana.
A obra é um vendaval em sopros leves. E o final é um achado notável para qualquer obra literária de primeira ordem. Vislumbra-se até a presença da autora, sem que entre diretamente no processo narrativo, como personagem, eis que ela viveu parte desse drama, que percorre sessenta e seis anos de uma das faces da História do País.
Lucília Junqueira de Almeida Prado

Lucília Junqueira de Almeida Prado nasceu em São Paulo. Passou toda sua infância numa fazenda perto da cidade de Conquista, do Triângulo Mineiro.

Voltou a São Paulo para fazer o ginásio no Colégio das Cônegas de Santo Agostinho (mais conhecido como "Des Oiseaux". Terminando este curso, fez Secretariado, Aliança Francesa, Cultura Inglesa e alguns cursos de literatura.

Sempre gostou muito de português e do professor da matéria, José Adelino D'Azevedo, guarda as melhores recordações e a alegria de ter sido ele o primeiro a vaticinar que ela seria escritora. Chamava-a para ler suas composições e narrações, de frente para a classe, sobre o estrado onde ficava sua escrivaninha. Quando terminava, ele que era português nato, tendo um metro e meio de altura, passava o braço pelas suas costas e dizia: "A m'inina vai ser escritora! A m'inina vai ser escritora!"

Aos 19 anos casou-se com um fazendeiro e voltou a morar numa fazenda entre as cidades de Orlândia e Morro Agudo. Assim realizou um sonho: voltar a morar no interior com tempo para muito escrever. Tem cinco filhos, onze netos e, por enquanto quatro bisnetos.

Este é seu primeiro romance para adultos (aliás uma novela), pois até "Sob as Asas da Aurora", escreveu 65 livros para a infância e juventude. Com seu segundo livro "Uma rua como aquela" ganhou o Jabuti 1971. Tem mais 8 prêmios sendo o mais importante e do "Pen Clube Internacional" pelo conjunto de suas obras.
Lucília foi presidente da "Academia Brasileira de Literatura Infantil e Juvenil" nos anos de 1980 e 1981. Em 1980 ganhou o diploma "Personalidade do Ano".