Dados Técnicos
As Confissões Sexuais de Maria Francisca
Sérgio Mattos
Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-1152-5
Formato 14 x 21 - 120 págs.
1ª edição - 2008
As Confissões Sexuais de Maria Francisca

Este livro conta a história de mulher de 30 anos que acredita ser o protótipo da pecadora contemporânea, que usa todas as possíveis técnicas de sedução para conquistar o homem que deseja.
Apesar de ser uma conquistadora infalível, ela acaba levando um fora de um de seus amantes (em ex guerrilheiro de 64, anistiado, que recebe indenização do governo) de quem pretendia ter um filho.
O fora abala sua auto-estima e ela resolve buscar ajuda para o seu possível vício de sexo compulsivo. Em suas confissões, Maria Francisca passa a limpo sua vida sexual, desde a infância, relatando suas aventuras e conquistas. Este romance é ousado e foi construído a partir de um diálogo entre o padre e a pecadora, uma mulher decidida e sintonizada com os fatos do seu dia-a-dia. Trata-se de uma história contemporânea na qual impera a hipocrisia das pessoas que se aproveitam do sexo e da corrupção para alcançar seus objetivos.

Sérgio Mattos

Sérgio Augusto Soares Mattos, filho de Maria Helena Soares Mattos e de José de Castro Mattos, nasceu em Fortaleza, Ceará, no dia primeiro de julho de 1948. Desde 1959, vive em Salvador, tendo recebido o título de Cidadão Baiano, outorgado pela Assembléia Legislativa. Diplomado em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia em 1971, Mattos é pós graduado em Comunicação, com Mestrado e Doutorado pela Universidade do Texas, em Austin, Estados Unidos. Foi o primeiro Doutor da Faculdade de Comunicação da UFBA, tendo sido também responsável pela orientação da tese do primeiro doutor formado pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação Contemporânea da FACOM/UFBA. Mesmo dedicando-se à pesquisa e ao ensino, não abdicou de atuar no mercado e sempre se manteve no exercício do jornalismo diário, em inúmeras funções editoriais nos jornais baianos. É autor de 32 livros, sendo oito deles de poemas. É também compositor com dezenas de composições gravadas por diversos intérpretes, sendo que possui quatro CDs individuais com suas composições.
No ano de 2000 foi vencedor do Prêmio de Comunicação Luiz Beltrão, na categoria de Maturidade Acadêmica. O prêmio foi outorgado pela Intercom - Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, que congrega mais de 500 pesquisadores da área. A outorga do troféu ocorreu durante o XXIII Congresso Brasileiro de ciências da Comunicação, realizado em Manaus, Amazonas. O Prêmio Luiz Beltrão de Ciência da Comunicação tem finalidade de reconhecer a qualidade do trabalho acadêmico realizado nas universidades ou nos centros de pesquisa, valorizando a atuação individual e coletiva. A meta e sinalizar, anualmente, para as novas gerações, quais as pessoas ou instituições que apresentam contribuições relevantes para o campo das Ciências da Comunicação. Sérgio Mattos é professor aposentado da UFBA e foi, até agosto de 2007, diretor-coordenador da COEPP - Coordenação de Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação UNIBAHIA - Unidade Baiana de Ensino, Pesquisa e Extensão, no município de Lauto de Freitas - BA, além de ter sido o coordenador que implantou os cursos de Jornalismo e Relações Públicas das Faculdades Integradas Ipitanga mantidas pela UNIBAHIA. Completando suas atividades profissionais, Sérgio Mattos ocupou a função de editor de suplementos de Municípios e Rural do jornal A Tarde, de Salvador até fevereiro de 2003. Foi o diretor de redação responsável pela criação e implantação da revista NEON, de arte cultura e entretenimento, que circulou de janeiro de 1999 a dezembro de 2004. Paralelamente a estas funções profissionais, Sérgio Mattos foi presidente fundador do IBL - Instituto Baiano do Livro, e presidente fundador da ALAS - Academia de Letras e Artes de Salvador. Na década de 1980 do século passado foi diretor do Instituto de Radiodifusão Educativa do Estado da Bahia - IRDEB, quando foi responsável pela elaboração dos projetos para implantação da TV Educativa da Bahia. Atualmente, é coordenador do curso de jornalismo da FCS, em Salvador.