Dados Técnicos
O Futuro é Agora - 12ª Edição
Plínio Marcos
ISBN 978-85-366-0387-2
Poesia
Formato 14 x 21 cm - 60 páginas
12ª Edição - Ano 2008
O Futuro é Agora - 12ª Edição
Se temos condições de dirigir a poesia para qualquer parâmetro da existência humana, nós, com certeza, continuaremos dirigindo o que quer que seja para um mundo de vidas. Encontraremos alguma defesa na poesia - arte de fazer a viagem além do agora. A poesia tem seu papel infindo, nos limites do alcance da sensibilidade. E por aí trafega, quase sem destino, o poeta que se expõe, que se atira´a arte de ir um pouco mais do que cabe ao comum de uma vida sem arte alguma. A coragem tem suas gentilezas e seus compromissos com tudo que há de belo e de capaz de ser feito pelo homem e pela humanidade em particular.

Para se falar de amor é difícil. Na voz poderosa de Rainer Maria Rilke, uma coisa difícil de se fazer é um motivo a mais para ser feita. Difícil como abrir para sempre as portas do coração e da razão, pular do precipício sem se machucar, dizer em poemas de amor que se sente sempre e cada vez mais que se ama. O futuro não começa agora porque O Futuro é Agora, haverá mais infinito àqueles que se arriscam mais adiante. O futuro começa num instante de poesia, de poemas germinados do impulso para o pulso e vice-e-versos.

O futuro vai embora, passa pela casa do passado e do presente, enfrenta o que há de melhor e de pior, (re) oferta a trajetória do poeta que faz percursos mais que impossíveis, pois, Maiakovski: A poesia toda é uma viagem ao desconhecido. E o  indefinido cabe ao poeta  sugerir. E assim, a poesia segue seu caminho daqui e de todo tempo, pelos comandos do poeta Plínio Marcos, para o futuro que é e será.

A ressonância da poesia rompe a barreira do silêncio, conquista o ápice do pico das palavras, extrapola o som da linguagem, quando se fala de versos que vão do amor ao Universo sem Limites, e faz do banal poesia, do comum alguma coisa de beleza, transformações em gênesis, metamorfose de busca na síntese de poemas. Vamos transladar com esta 12ª edição de Plínio Marcos – O Futuro é Agora. Jurandir Mamede
Plínio Marcos