Dados Técnicos
Cais De Fogo
Marinez Rafagnin

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-1518-9
Formato 14 X 21 cm 
304 páginas
1ª edição - 2009
Cais De Fogo
Cais de Fogo é um romance que narra a trajetória de uma famíla brasileira que tem a vida de seus membros arruinada por seus inimigos inerentes: medo, covardia, imprudência, posse e ilusão. Por que considerá-los inimigos destrutivos se são apenas sensações, estados, distúrbios corriqueiros e corrigíveis? - Possivelmente por que acabam se transformando num elemento dominador, numa personalidade anômala que, ao avançar para os estágios ulteriores da mente e se instalar no âmago do homem, se tornam uma presença incômoda, uma sombra inextinguível de um ser amedrontador criado pelo próprio EU e, consequentemente, seus efeitos.

Não podemos ser culpados por nossos enganos, sendo esses uma decorrência natural da vulnerabilidade humana. Contudo, devemos aprender a evitá-los - ou, em última instância, conviver com seus resultados. Eis o objetivo de Cais de Fogo: retratar os enganos - inimigos sempre presentes no drama da vida - e oferecer alternativas para coibi-los antes que apresionem nossa racionalidade, liberdade e capacidade na masmorra da sujeição e do egoísmo, demudando-nos em bichos. O ser humano e a vida devem ser considerados veículos de fascínio, não de terror.
Marinez Rafagnin
Marinez Rafagnin nasceu em 05 de maio de 1966, na cidade de Capanema, no interior do Paraná. É a segunda de quatro filhos. Seus pais eram colonos, profissão de quem tem a terra como uma fonte de renda e de conhecimento – e extraiu dela os mais ricos alimentos da existência. Ao completar nove anos de idade sua família muda para Foz do Iguaçu, onde investem as finanças que possuíam numa lanchonete, a qual se obrigam a vender algum tempo depois por conta de doenças afetivas. Começa a trabalhar ainda jovem, dá seguimento aos estudos, mas acaba suspendendo a Faculdade de Psicologia para se dedicar ao comércio, porém, sem nunca abandonar seu gosto maior, a literatura. Aos 21 anos se casa e vem a ter duas filhas. Em seu tempo disponível passa a delinear um romance. Participa de alguns concursos literários, cujos resultados a encorajam na trilha da escrita. Tendo a história de Cais De Fogo já elaborada, gastou três anos em pesquisas, cuidando da exatidão das informações e aperfeiçoando o conteúdo do livro. Considerando-o pronto em novembro de 2008, envia a obra para avaliação editorial, sendo surpreendida com a aceitação imediata das editoras. Por motivos satisfatórios, firma acordo com a Scortecci Editora, e aí está.