Dados Técnicos
Dez Reflexões de um Paraplégico
Edson Salvo de Melo
Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-2107-4
Formato 20 x 20 cm
108 páginas
1ª edição - 2011
Dez Reflexões de um Paraplégico
Entre o nascimento e a publicação desta obra existe um espaço de mais de dez anos e misteriosamente este número acompanha cada capítulo escrito, delimitando inclusive as reflexões realizadas na obra. Apesar de totalizarem dez, talvez a reflexão mais emblemática deste livro não esteja pontuada nos capítulos que se seguem.

Talvez seja a tácita afirmação de que o antigo ditado, que nós só damos valor às coisas quando as perdemos, ainda é válido. Ainda persistimos no terrível erro de não valorizar o que está ao alcance de nossas mãos, preferindo sempre idealizar o que não temos e só finalmente dando valor ao que possuímos quando já não nos pertence mais.

A paralisia mental perante as situações que cada um enfrenta pode configurar uma moléstia muito maior do que a perda dos movimentos físicos. Essa é a natureza humana. Quase indecifrável, confusa, insatisfeita e arrependida. A sorte deve sorrir para aqueles que conseguem valorizar essas coisas antes de perdê-las. Mesmo que momentos antes, ainda em tempo de evitar o golpe da ausência e poupar-se do arrependimento de não ter demonstrado essa importância anteriormente.
Edson Salvo de Melo
Nascido em Santo André, região metropolitana de São Paulo, Edson Salvo Melo é publicitário, historiador, radialista e pós-graduado em Administração Pública. Atualmente responde como Secretário de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo e também como Secretário de Desenvolvi-mento Econômico e Trabalho da cidade de Santo André. Além de escritor, atua como roteirista cinematográfico e radiofônico. Possui também trabalhos como compositor e produtor musical. Na literatura moderna posicionou sua obra na esfera dos romances sociais e psicológicos, retratando personagens, pensamentos e o cotidiano da atmosfera urbana das metrópoles. Dez reflexões de um paraplégico é seu primeiro romance, concluído em 1999,  e une a descrição de situações, pessoas e cenários contemporâneos abordando a temática interna de cada tipo inserido na obra.