Dados Técnicos

O Homem da Cruz
Chico Nascimento

Scortecci Editora
Religiosidade
ISBN 978-85-366-3465-4
Formato 14 x 21 cm
80 páginas
1ª Edição - 2014

O Homem da Cruz
O livro O Homem da Cruz, tem como objetivo dar ao leitor uma pequena amostra da mudança na vida de quem se dedica a adorar um Deus de verdade. Traz em seu conteúdo o exemplo de Moisés, como servo dedicado na contribuição do crescimento cristão das famílias, disciplinadas no campo espiritual. De Josué, como sucessor de um líder sem comparação, em sua função de comandante de um povo em campo minado.

De Samuel, um exemplo de homem chamado ao serviço de Deus, com disciplina refinada, oferecida por um tutor do mais alto padrão de ensinamento e observação. Tendo como suporte o poder da oração de uma mãe sem egoísmo. De Rute, como exemplo fiel de nora, fazendo da sogra uma relação afetiva de amor sem igual, num complemento familiar e respeito de um ser humano para outro, sem cobrança e sem julgamento. De Jesus Cristo, o HOMEM que teve a responsabilidade de assumir todo o sofrimento em favor de todos. E que trouxe ao mundo a melhor lição: de como se deve agir uma pessoa em relação às demais pessoas, mesmo quando estas não dão o devido respeito.
Chico Nascimento

Francisco Custodio do Nascimento, nascido em 25 de maio de 1946, filho de José Custodia do Nascimento e Julia Margarida do Nascimento, teve sua infância transcorrida entre o estado do Espírito Santo e Minas Gerais. Foi criado na área rural, tendo como profissão, até os dezessete anos, os serviços de lavrar a terra e dela obter seu sustento. Iniciou seu estudo em 1962, graças à ajuda da Igreja Metodista, que lhe acolheu sem levar em conta sua origem ou sua índole. Trabalhou na escola rural Instituto Rural Evangélico, município de Colatina (ES) como agricultor meeiro, oleiro e ajudante de caminhão. Concluído o primário, ingressou no curso de Admissão ao Ginásio, uma espécie de vestibular para alcançar o direito de cursar o ginásio. Trabalhava sete horas e meia na lavoura de propriedade da escola para pagar duas horas e meia de estudos. Desempenhou funções educativas e evangelísticas durante o período do curso ginasial. Antes de concluir, transferiu-se para a cidade de Vitória para continuar estudar e trabalhar. Sem experiência e sem a ajuda necessária, mudou-se para São Paulo para trabalhar nas fábricas. Ali enfrentou os problemas que normalmente enfrentavam todos aqueles retirantes de sua faixa etária e despreparada para os desafios. Casou-se com Severina Alves do Nascimento, em 1972, e teve três filhos, considerados suas joias.