Dados Técnicos
As Vestes do Vento
Dilson Solidade Lima
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-3616-9
Formato 14 x 21 cm
128 páginas
1ª edição - 2014
As Vestes do Vento
Neste desenvolto As Vestes do Vento, o poeta nos apresenta os mais insignes tópicos temáticos amplificando a noção do belo entrelaçada aos ritmos cotidianos, transmutando-os em pulsante matéria lírica propiciada por sua vivência poética e humana. A realidade é contemplada e dialogada a cada lance de ideias e transformada pela força do verbo.

Sua verve, caudalosa, serpeia pelos mais intrínsecos caminhos do pensamento e deságua na surpresa, fazendo o leitor se deliciar a cada página, conjugando-o. Através de seu indagar existencial e o foco no humano o poeta possibilita, pelos recursos de seu domínio verbal, o convívio com esses dois paralelos da vida tão dialetais: o deslumbramento e o absurdo. Configura-se, sobretudo, como um convite a entrar neste universo múltiplo de íntimas cumplicidades chamado poesia. Eis a semente das ideias vestida com pele de palavras.
Augusto C. Adorno
Dilson Solidade Lima
Dilson Solidade Lima ou, pseudonicamente, D.S.L. Soledade: poeta e compositor; um bardo, na amplidão da palavra. Nascido no crepúsculo da aurora aos 2 de dezembro de 1982; como explana no seu Bem Abaixo de Zero: “A manhã se enluarando e eu amanhecendo com o sol que se desprendia da placenta azul do dia”. Escreve desde os tenros anos e singularmente sua fonte primaz, poesia. Prepara-se para outras poéticas publicações. Seus livros no prelo: Amotivacionalismos, A Lira Minha: Desentoada, Áspide Angular, Nalla: o Perpassante e a Cidade em Falência, Vulto Revel, O 8º Erro, A Clave Suspensa, Pássaros Só para Soraia e Escritos Desaforísticos. Este, um livro de máximas.