Dados Técnicos
Alvor Poético
ISBN 85-7372-000-0
Poesia - JS 2105
Formato 14 x 20,7 cm - 52 páginas
1ª Edição – Ano 1996 

Disponível para venda na Livraria Asabeça, Rua Dep. Lacerda Franco, 187, Pinheiros, São Paulo, SP, CEP 05418-000, telefone (11) 3031-2298 ou na Livraria Virtual Asabeça
Alvor Poético
Li com muito prazer os originais do livro Alvor Poético do meu amigo de infância Clério José Borges. Trata-se de uma obra que consegue aliar num mesmo patamar o seu trabalho de Escrivão de Polícia com a sensibilidade de Poeta.
No texto observam-se obras da fase inicial do escritor. Há poemas e sonetos. Há trovas e hai-kais e até epigrama. Uma busca do autor em mostrar que não sabe somente fazer trovas, sabe também fazer outras formas de poesia.
Um verdadeiro poeta deve dominar todos os tipos de poesia. A poesia com métrica e a poesia solta, livre, moderna. Clério Borges é poeta de primavera, que domina com competência o verso medido e solto.
Emanuel do Espírito Santo Barcellos
advogado militante
poeta e trovador
Clério José Borges de Sant'anna

Clério José Borges nasceu em quinze de setembro de 1950, em Vila Velha, ES. Formou-se Técnico de Contabilidade, é Escrivão de Polícia Civil. Fundou e foi o primeiro presidente da Academia de Letras e Artes da Serra, na cidade de mesmo nome, no Estado do Espírito Santo. É também fundador e presidente do CTC – Clube dos Trovadores Capixabas e membro do Clube Baiano da Trova, além de pertencer a diversas instituições literárias do Brasil e Exterior. Destacado ativista dos meios literários e trovistas, foi, inclusive, fundador da FEBET. Detém diversas honrarias, entre elas a designação de Cavaleiro, concedida por sua Majestade Pascal I, III do Bósforo. É membro da Real Ordem do Mérito de São Bartolomeu, concedida por Sua Majestade Theodore I. R. da Bithynia e Lydua, Duke de Umbros; Cavaleiro e Comendador Honorário da Ordem Ka-Huna do Poder Mental. Já obteve inúmeras premiações em concursos de poesia. Palestrador emérito sobre trovismo, já atuou em quase todo o território nacional. Escreve contos infantis, que já foram publicados no jornal A Gazetinha. É acadêmico imortal da Academia Petropolitana de Letras de Petrópolis, RJ, e da Academia de Letras Humberto de Campos de Vila Velha, ES. Como jornalista, já trabalhou nos jornais A Tribuna e O Diário, de Vitória, ES. Também é professor. Foi conselheiro titular do Conselho Estadual de Cultura do Espírito Santo de 1989 a 1992. Editou o jornal alternativo Beija-flor e o Jornal dos Trovadores, de Vitória, ES. Organiza os Seminários Nacionais da Trova, realizados anualmente em Julho, no Espírito Santo. Foi secretário e vice-presidente do Conselho Estadual de Cultura – CEC-ES. Pertence à Câmara de Literatura do CEC-ES. Fundou em 1986, com Zedânove Tavares e Emanuel Barcellos, o Jornal de Vila Velha.
OBRAS EM POESIA: O Vampiro Lobisomem de Jacaraipe, 1983; O Melhor dos Melhores, 1987; O Trovismo Capixaba. Participou das antologias: Trovadores Brasileiros da Atualidade, 1985; Trovadores, 1986-87; Mil Trovas de Amor e Saudade, 1984; Trovas da Constituinte, 1987; Brasil Trovador, 1987; Trovas sobre o Mar, 1988; Anais do Primeiro Encontro Nacional de Trovadores de Petrópolis, 1989; Escritores e Escritoras do Século XXI, 1994.