Dados Técnicos
Saudades e Cinzas Foi o Que Restou
R. M. Angelo Felipe
Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-5623-6
Formato 14 x 21 cm 
244 páginas
1ª edição - 2018
Saudades e Cinzas Foi o Que Restou
Saudades e cinzas foi o que restou nos proporciona uma prosa leve, elegante e bem cuidada. O livro nos carrega para longe daqui aqui mesmo, para a Vitória dos anos dourados, no final da década de 50, e nos convida a conhecer a jovem Bartira, uma encantadora adolescente. Acompanhando sua trajetória e convivendo com ela, vamos (re)conhecendo uma Vitória que infelizmente já não existe, uma cidade-ilha pacata, segura, tradicional, saudável, serena. Entramos no clima dessa Vitória ainda distante da televisão e das outras modernidades, embalada (ela) e embalados (nós) pela beleza do que havia de melhor na nova MPB. A maneira como tudo isso é retratado desperta saudades até em quem não viveu essa época, porém é certo que muitos leitores, talvez as leitoras em especial, vão se identificar com várias situações ou episódios dessa trama singela mas intensa que avança no tempo até a atualidade. Provavelmente nostálgicas e agradáveis recordações virão à tona durante a leitura: os recantos, os hábitos, as festas daquele tempo... Vale a pena conferir!
R. M. Angelo Felipe
R. M. Angelo Felipe, pseudônimo de Rosângela Maria Angelo Felipe, formou-se em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Espírito Santo, em 1981. Posteriormente frequentou as disciplinas correlatas às literaturas portuguesa e brasileira na mesma instituição, como aluna especial, no ano de 2003. É autora de dois romances: Saudades e cinzas foi o que restou e Os pergaminhos de Éfeso, ambos em segunda edição, publicados pela Scortecci Editora.