Dados Técnicos
Por Um Sopro de Liberdade
Teatro e Resistência no Palco Brasileiro
Haydê Costa Vieira
Wagner Corsino Enedino
Scortecci Editora
Teatro
ISBN 978-85-366-5736-3
Formato 14 x 21 cm
188 páginas
1ª edição - 2018
Por Um Sopro de Liberdade

Uma tentativa de liberdade
Este estudo visa contribuir com o quadro teórico da literatura dramática, especificamente por descortinar alguns fatores do contexto histórico e literário da obra dramática aqui analisada: Liberdade, liberdade (1965), de Millôr Fernandes e Flávio Rangel. Para tanto, pretende-se refletir sobre as relações da obra – peça pioneira do teatro de resistência brasileiro – com o período ditatorial brasileiro (1964-1985).
O espírito de resistência e a denúncia das condições vigentes no Brasil no período ditatorial fizeram surgir o primeiro espetáculo brasileiro conhecido como teatro de resistência: a peça Liberdade, liberdade, encenada e publicada em 1965. Essa produção contemporânea retrata o inconformismo dos artistas envolvidos na peça perante o regime de exceção existente no País. Sem cometer exageros, pode-se afirmar que, sem o regime ditatorial brasileiro, diversos dramaturgos não teriam produzido vários espetáculos políticos nesse período, entre os quais Liberdade, liberdade.

Haydê Costa Vieira / Wagner Corsino Enedino

Haydê Costa Vieira – É professora de Língua Portuguesa da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul. Atua como professora multiplicadora no Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE)/ Gestão de Tecnologia Educacional (GETEC), da Coordenadoria Regional de Educação de Três Lagoas (CRE-12). É doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Letras (área de concentração em Estudos Literários), da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), no campus de Três Lagoas, e pesquisadora em Teatro e Dramaturgia, Romance Histórico, Literatura e História, Literatura Comparada e Tecnologias na Educação.

Wagner Corsino Enedino – É professor-associado da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Possui pesquisas centradas no gênero dramático e projetos de extensão na área teatral. Atua no Programa de Pós-Graduação em Letras, nível de mestrado e doutorado, no campus de Três Lagoas. Também atua como professor colaborador no Mestrado em Estudos de Linguagens, em Campo Grande, na mesma instituição. É líder do Grupo de Pesquisa Ícaro e membro do GT Dramaturgia e Teatro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (Anpoll).