Dados Técnicos

Vontade de você
Poesia - JS 2115
Formato 14 x 21 cm - 60 páginas
1ª Edição - Ano 1996

Disponível para venda na Livraria Asabeça, Rua Dep. Lacerda Franco, 187, Pinheiros, São Paulo, SP, CEP 05418-000, telefone (11) 3031-2298 ou na Livraria Virtual Asabeça

Vontade de você
Trecho do Livro Vontade de Você de A. Ibrahim Khouri: Trouxe à tona o mais profundo,/ unificando corpo e mente,/ o lado raso e o lado fundo/ sem muro, parede à toa,/ duas partes de uma mesma pessoa,/ por onde se escondia o mundo. (do poema "Despertar")
A. Ibrahim Khouri

A. Ibrahim Khouri nasceu para versejar como a criança para brincar. Tudo, nos seus versos, é diáfano, corredio e desafetado. Beiram a inocência ao atingir o coração deliciado com as emoções terrenas, com a mesma amenidade com que transmigram na busca das indagações superiores do espírito, ao espicaçarem a alma sonhadora sobre os enigmas que cercam a humana criatura.

Com a mesma solércia com que o cinzelador talha no mármore uma imagem sacra, imprimindo-lhe toques divinos, realça cenas de serralho, profanando comportamentos que o amor vai buscar no desvio das variantes imaginadas pelos amantes, eternos insatisfeitos da proficiente voluptuosidade dos que se entregam até à exaustão. Retrata a realidade. Idealiza um mundo fraterno onde todas as mãos se apertem, todos os braços se entrelacem, numa aceitação comovida das diferenciações ideológicas.

Poeta que transforma a palavra em magia na captação da exata proporcionalidade das coisas compreendidas entre o sentimento e a ação.

Do soneto classicamente bem elaborado (“Vida Urbana”, “Plenitude”, “Sem Querer”, e “Nostalgia”) à composição livre, descompromissada com a rima e a métrica, revela a pureza dos desatrelados  a qualquer escola literária. Assimilou um pouco de todas elas, pendendo mais para o Simbolismo, pelo subjetivismo do seu regramento estético e, quando resvala para o social, chorando as dores do universo, apega-se ao Modernismo, por mais permissivo à expansividade das mensagens solidárias e de repulsa às iniqüidades e injustiças.

Liberto de preconceitos, abraçado às miríficas paragens onde os tabus e discriminações não fazem morada, sabe propor e posicionar-se:


Deixei de jogar com a vida contra,

De deitar em cama pronta.

Sou senhor e dono dos meus passos.


O livro de Ibrahim resume, cantando, o que o ser humano, consciente e digno, deseja e quer: um grito contra a Sociedade pífia e desigual em que vivemos, mesclado a espasmos de amor e atos da fé no destino dos que crêem e lutam por um mundo melhor.
João Ranali