DIAS DE SOMBRA DIAS DE LUZ / Renata dos Anjos

O livro “Dias de Sombra, Dias de Luz” e seus poemas seguiram a ideia de uma divisão complementar. Como uma árvore que recebe em si os luminosos raios solares e, esplêndida, exibe suas cores ao mundo sem deixar de projetar sobre o solo a forma de sua sombra, também nossas vidas são compostas por estes lados inseparáveis de sombras e luz. Sombras, aquele lado de formas indefinidas, caminhos etéreos, imagens vagas, onde buscamos entender a que, afinal, se refere e qual relação mantém conosco.

Onde, se nos mantivermos, apenas focados nessa escura mancha disforme, somos capazes de esquecer de onde ela veio, do que faz parte, até o momento de entrega onde iremos crer não ser ela nada, nem mesmo nós. Mas, se capazes formos de, por um instante, levantarmos os olhos e absorvermos o cenário completo que há, saberemos não só de onde surge a sombra, mas também a sua complementariedade intrínseca que é a bela imagem definida, colorida, leve, viva e prática. Em verdade, ambas são belas, sombra e luz, se capazes formos de deslizarmos os olhos por uma e por outra e absorver de cada qual aquilo que oferece.

Viver mergulhada em sombras. De tantas trevas, perder-se. A Morte convidar como par. Ressurgir. Reeducar o olhar para os clarões simbólicos de si e do mundo. É à caminhada por este duplo complementar, em um desafio íntimo e artístico, que nos convida a poeta Renata dos Anjos em seu livro de estreia, Dias de sombra, dias de luz.

Renata dos Anjos nasceu em Taguatinga, área da cidade de Brasília, no Distrito Federal, em agosto de 1982. Nessa mesma cidade cresceu e estabeleceu seus rumos profissionais. Formou-se em Psicologia pela Universidade de Brasília (UnB) no desejo de melhor compreender os processos de formação da subjetividade. Sua paixão pela escrita fez, entretanto, com que ela passasse antes uma temporada de três anos na faculdade de jornalismo dessa mesma universidade. Descobriu a poesia apaixonando-se por autores como Álvares de Azevedo, Goethe e Augusto dos Anjos, poetas cuja visceralidade dos versos lhe traziam grande encantamento. Aos 16 anos, começou a escrever seus próprios poemas que, à época, serviam para expressar os turbulentos sentimentos da adolescência. Após seus 30 anos, já casada e mãe de dois filhos, Renata retomou o hábito de escrever poesias. Escrever tornou-se um recurso de enfrentamento de um quadro de depressão recorrente que lhe tirava a vontade de viver. A leitura enriquecida por outros autores juntou-se à vivência dos anos e amadureceu sua escrita, bem como sua vontade de ver concretizarem-se os frutos de seus devaneios literários que têm, com este livro, sua  estreia.

Serviço:

Dias de Sombra Dias de Luz
Renata dos Anjos
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-5012-8
Formato 14 x 21 cm 
68 páginas
1ª edição - 2017

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home