FOSCA / Luigi Capránica

Em meados do século X, um feroz pirata da Ístria tornou-se conhecido pela sua ousadia: atravessando o mar Adriático, ele sequestrava cidadãos da próspera cidade de Veneza para depois libertá-los em troca de vultosos resgates. Uma dessas vítimas foi o jovem Páolo Giotta. Ferido em combate, foi aprisionado e levado para a Ístria, onde permaneceria até que o pai providenciasse o pagamento exigido. Lá seria confiado à dura vigilância da irmã do pirata, mulher selvagem e brutal que acabará por nutrir uma desvairada paixão pelo prisioneiro: Fosca cuidou dos ferimentos do moço – e, vendo-o suportar com nobre paciência os grosseiros vexames que lhe eram impostos, deixou pouco a pouco de tratá-lo com maus modos para acabar se enamorando perdidamente dele. Esboçavam-se assim os elementos que já prenunciavam o desenrolar de uma história trágica, repleta das mais dramáticas situações – numa narrativa em que se mesclam elementos históricos e espantosas circunstâncias criadas pela fértil imaginação de Luigi Capránica (1821-1891), o “Alexandre Dumas (Pai) italiano”.

Não seria fácil justificar a publicação desta tradução de um romance-folhetim divulgado pela primeira vez na Itália há praticamente um século e meio. Principalmente tratando-se seu autor, o Marquês de Capránica (1821-1891), de um escritor menor, já esquecido até mesmo pelos historiadores da literatura. Ocorre, no entanto, que este “piccolo romanzo”, “A Festa das Marias”, serviu de base para a composição da magnífica “Fosca”, de Carlos Gomes – ópera apontada como sua obra máxima. A versão aqui apresentada (correspondendo à primeira tradução do romance para a língua portuguesa) acrescenta a ele substanciais comentários apresentados em apêndice. Tratando-se de uma obra de ficção histórica apoiada num fato real (ocorrido em Veneza no ano de 944), repleta de aspectos específicos, de cor local, fazia-se necessário o acréscimo, à obra original, de comentários úteis para todos os profissionais envolvidos na montagem da ópera. O leitor vai se surpreender com a riqueza de elementos envolvidos na evocação do cenário medieval delineado por Luigi Capránica – detalhes que seriam capazes de inspirar não apenas montagens líricas ou teatrais da “Fosca”, como também a elaboração de adaptações para o cinema ou para a televisão, para filmes de animação, histórias em quadrinhos ou fotonovelas, de uma história rica em peripécias e repleta de elementos de suspense.

Serviço:

Fosca
A Festa das Marias
Luigi Capránica
Tradução: Leonora De Luca
Prefácio de João Bosco Assis De Luca

Scortecci Editora
Ficção italiana
ISBN 978-85-366-5602-1
Formato 14 x 21 cm 
176 páginas
1ª edição - 2018

Mais informações:

Catálogo de Publicações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home