Receba nossa Newsletter: Nome Email
                   
Tel.:(11)3032-1179     WhatsApp:(11)97548-1515

IDAS E VINDAS PELO BRASIL: MEMÓRIA QUASE PERDIDA / Nelson de Castro Senra

Ver os cantos e recantos das muitas cidades brasileiras que visitamos ao longo do tempo sempre nos encantou, um algo aqui, ou ali, não raro um nada, foi ficando na memória; além desses flashes, lances grandes, marcantes, também ficaram na memória. Contudo, a memória manteve registros desordenados, à falta de anotações, e em face das perdas de inúmeras fotografias. Assim, o todo parece perdido, mas nem por isso perdeu encanto. Contudo, só foi possível aproximar esse todo por vias sinuosas, como revela sua estrutura, que está longe de ter uma ordem temporal, que seria a ideal. Como ficou, há um ir e vir que pode incomodar, aborrecer mesmo ao leitor, mas não havia outra saída. Foi o melhor que se conseguiu realizar com a memória quase perdida – hélas!; mas um ganho a essa forma de contar talvez seja o desanuviar os desencantos que terão havido em muitos retornos a lugares já visitados, ou seja, já que a memória esmaecera as lembranças, também os desencantos se diluíram, se esvaíram, ficando apenas os encantos das descobertas.

"A obra em si é tudo: se te agradar fino leitor, pago-me da tarefa; se não te agradar, pago-te com um piparote, e adeus."
MACHADO DE ASSIS

NELSON DE CASTRO SENRA é Doutor em Ciência da Informação (UFRJ), Mestre em Economia (EPGE / FGV-RJ) e Bacharel em Economia (UCAM-RJ). Pesquisador e Professor no IBGE (aposentado), por longo tempo, quando atuou no campo da pesquisa sócio-histórica da atividade estatística, em que é autor de vários livros e textos. Mas este livro segue outra linha de pesquisa – a de memórias de famílias e afins. Essa nova linha chega agora ao quarto volume com este Idas e vindas pelo Brasil. Memória quase perdida, e teve início com Em busca do amanhã (São Paulo: Scortecci, 2018), seguiu com Idas e vindas pelo mundo (São Paulo: Scortecci, 2020) e logo com Herança do Santo Ofício (São Paulo: Scortecci, 2020). Entrementes, escreveu duas pequenas aventuras ficcionais: Confissões de um artista nas brumas e Memórias de um escritor nas sombras (São Paulo: Scortecci, 2021; ambos os livros). É sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro – IHGRJ (onde ocupa a cadeira 38, patrono Noronha Santos).

Serviço:

Idas e Vindas pelo Brasil
Memória Quase Perdida
Nelson de Castro Senra

Scortecci Editora
Viagens
ISBN 978-65-5529-627-3
Formato 16 x 23 cm
356 páginas
1ª edição - 2021

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home