Receba nossa Newsletter: Nome Email

EDUCAÇÃO PARA A MEDIOCRIDADE E ALGUNS ANTÍDOTOS / Elias Bezerra de Souza

O fenômeno da mediocridade está presente em todos os campos da atividade humana (trabalho, estudo, lazer, religião etc), promovendo a banalização e a vulgarização das pessoas. No sentido dicionarizado, medíocre é “mediano, ordinário, insignificante, vulgar, sem mérito, aquele que está entre mau e insuficiente”. Simplificando, o medíocre é o que está sempre na média e que se sente satisfeito e confortável nessa situação. A mediocridade, além de subterfúgio para as mentes acomodadas, é uma séria doença que se apodera do corpo social sob os mais diversos disfarces semânticos.

O mais fácil, o mais adequado, o menos arriscado, o mais coerente, o que é bom para todos, o que servirá para muitos, o que é imprescindível para o bem comum, o que vai trazer muitos benefícios, às vezes não passam de discursos vazios de quem deseja fazer média, que não quer ou não deseja avançar, fazer melhor, crescer, se sobressair. Este livro traz à tona a temática da mediocridade na Educação, exatamente para mostrar o comodismo, a passividade, a falta de atitude crítica que se estabeleceu no seio de um dos mais importantes campos da atividade humana, o conhecimento.

Não tenho a intenção de, ao falar da mediocridade na Educação, estigmatizar profissionais e alunos como medíocres, mas desafiar a todos para que superem essa condição de passividade, de conformismo e de letargia intelectual. O grande engano dos medíocres é pensarem estar enganando alguém quando estão enganando a si mesmos, sendo engolidos por um sistema perverso, que não tem dó nem piedade, que banaliza, cria estereótipos e ridiculariza suas vítimas da forma mais torpe possível: aniquilando o livre-pensar.

ELIAS BEZERRA DE SOUZA é amazonense nascido em Pauini dia 05 de agosto de 1964, de onde regressou para Lábrea em março de 1975, com 10 anos de idade. De Lábrea saiu para Porto Velho (RO), em abril de 1996, onde permaneceu até abril de 2006, quando retornou para Lábrea. É funcionário do Banco do Brasil em Lábrea e membro da Academia Petropolitana de Poesia Raul de Leoni/RJ. Foi tutor de Educação a Distância no período de junho de 2007 a julho de 2011 pela Universidade Luterana do Brasil – ULBRA pólo Lábrea. Graduado em Pedagogia pela Universidade Federal de Rondônia e pós-graduado em Metodologia do Ensino Superior e em Administração e Gerenciamento Escolar pela mesma Universidade. É pós-graduado em Direito do Trabalho pela Universidade Cidade de São Paulo – UNICID. No início de 1980 publicou suas primeiras escritas poéticas na revista “Mocidade”. Em 1986 participou como coautor do “Anuário de Poetas do Brasil”. Em 1994 publicou seu primeiro livro (poesias) intitulado Retalhos de Mim; em 1996 publicou na antologia poética Nossos Momentos; em 1998 publicou Palavras & Versos; em 2009 publicou Educação e Aprendizagem: frases que educam e frases que ensinam; em 2010 publicou Versos de Sangue em Multicores, todos pela Scortecci Editora (SP). Um homem apaixonado pela Educação, que acredita veementemente que “conhecimento é poder”. Sobre a mediocridade assegura: é uma anomalia cognitivo-intelectual encontrada em todas as camadas sociais, porém não precisa ser perpetuada, pois no cerne  da educação crítico-construtiva pode estar o seu antídoto.

Serviço:

Educação Para a Mediocridade e Alguns Antídotos
Elias Bezerra de Souza
Scortecci Editora
Educação
ISBN 978-85-366-2210-1
Formato 14 x 21 cm 
80 páginas
1ª edição - 2012

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home