PÉROLAS ESPARSAS / Sandra Couto / Déa Falcão

É preciso olhar agudo para distinguir as pequenas pérolas, esparzidas pela vida nos caminhos do labirinto. Reuni-las é trabalho artesanal e minucioso, mas o resultado – toda a fieira numa ordem que só conhece   quem viveu e palmilhou as vias sem saída e o dédalo de secretos escaninhos – é precioso autorretrato, revelando, como nenhum pintor o conseguiria, a pessoa em sua  integridade.

Explore os caminhos do labirinto. Encontre o Centro, descubra as vias de entrada e de saída. Este é o desafio de uma vida.

Sandra Couto, carioca, é tradutora literária e atualmente mora com o marido nos Estados Unidos, junto da filha única e dos dois netos. Em 2002, publicou seu primeiro livro, Foto Antiga (poesias), do qual alguns poemas mereceram análises bastante favoráveis em sites especializados. Naquela oportunidade, disseram dela que é “poetisa que não se esconde atrás das palavras, mas ousa ser simples e oferece-nos todo o sentir e o sofrer dos seus pequenos e mágicos momentos, revelando a poesia que está inscrita na trama das coisas”. Neste novo livro, escrito em homenagem à sua mãe, é essa mesma poesia, recôndita nos labirintos do tempo, que ressurge agora sob a forma das contas esparsas que ela utiliza para recriar o círculo mágico dos pequenos e signicativos momentos  de  sua  vida.

Déa Falcão, capixaba, morou durante anos no Rio de Janeiro e acabou por se apaixonar por São Paulo, onde ainda vive. Trabalhou nos principais hotéis da capital paulista, seguindo uma carreira bem-sucedida à qual se devotou   com entusiasmo, como é do seu feitio, já que sempre colocou paixão em  todas  as  coisas  que  fez.

Serviço:

Pérolas Esparsas
Nos Labirintos do Tempo
Sandra Couto
Déa Falcão

Scortecci Editora
Memórias
ISBN 978-85-366-4149-2
Formato 15 x 22 cm 
248 páginas
1ª edição - 2015

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home