COMO USAR SOROBAN / Thereza Toshiko Kato

A Profa. Thereza Toshiko Kato é brasileira (nissei), nascida em São Paulo em 2 de novembro de 1935. Dedica sua vida à educação. É pedagoga com especialização em Administração Escolar, Orientação Educacional e Supervisão Escolar, e Habilitação em Psicologia de Educação, Filosofia da Educação e Didática. Ministrou aulas no ensino de 1º grau (do 1º ao 9º ano), foi orientadora pedagógica e exerceu função de supervisora de Soroban na rede municipal de São Paulo durante a gestão do Dr. Jair de Moraes Neves, Secretário de Educação do Município de São Paulo, e aposentou-se como Diretora de Escola da rede de ensino municipal de São Paulo.

Ministrou aulas de Soroban no Curso São Paulo de Soroban, auxiliando seu filho Joel Takayoshi Kato, dando continuidade ao trabalho do seu falecido marido Fukutaro Kato (1988). Após o falecimento do filho (2001), continuou por pouco tempo e depois encerrou as atividades do Curso São Paulo de Soroban. Exerceu função de Diretora Executiva da Associação Cultural de Shuzan do Brasil e participou ativamente de diversas atividades. É autora de várias apostilas de exercícios de Soroban e de artigos em revistas e jornais. É também autora da obra Introdutores do Ensino de Soroban no Brasil (sete volumes), Soroban – Ábaco Japonês – Trajetória no Brasil e agora Como usar o Soroban.

Fatos curiosos sobre o Soroban: Em 1595 o missionário cristão português João Rodrigues relatou que os japoneses se utilizavam de um instrumento interessante cheio de bolinhas para calcular (referia-se ao Soroban). Foi registrado no jornal The Philadelphia, no dia 15 de junho de 1860, o fato de que os americanos que adentravam no Japão se espantaram quando o Sr. Oguri Tadamassa tirou do bolso um instrumento cheio de bolinhas (Soroban) e realizou vários tipos de cálculo complicados na época. Um imigrante japonês, Kinjiro Konishi, que veio ao Brasil em 1928 no navio La Plata, possuía e manuseava com perfeição e rapidez o Soroban moderno (quatro contas na parte inferior), época bem anterior à Segunda Guerra Mundial. (O Soroban moderno, com quatro contas, oficializou-se no Japão após a Segunda Guerra Mundial).

“Busque sempre se aprofundar no conhecimento.”

PRIMEIROS REGISTROS SOBRE O SOROBAN
O primeiro livreto escrito sobre o Soroban, intitulado Embrião do Soroban, é de Kambei Mori, no Japão, em 1622. O primeiro país que quis proibir o uso do Soroban no Japão (perdedor) foi os Estados Unidos da América do Norte (o ganhador) em 1945, com o término da Segunda Guerra Mundial. A primeira disputa entre o Soroban (Japão) e a máquina calculadora (Estados Unidos da América do Norte) ocorreu em 11 de novembro de 1946 no Japão. A vitória foi do Soroban, que conquistou a sobrevivência e continua até os nossos dias. A primeira pessoa fora do Japão a usar o Soroban por seus próprios méritos foi um deficiente visual dos Estados Unidos da América do Norte, logo após a Segunda Guerra Mundial.

O primeiro concurso de Soroban no mundo foi realizado em 1902 pelo Chokin Ginko (Banco da Economia), no Japão. A primeira divulgação do Soroban no mundo começou no Brasil com a vinda do prof. Fukutaro Kato (japonês) em 1956, por sua livre espontânea vontade. Posteriormente, em 1962, recebeu o apoio de The League for Soroban Education of Japan (Zenkoku Shuzan Kyoiku Renmei). A primeira divulgação do Soroban nos Estados Unidos da América do Norte, mais especificamente em Los Angeles, foi por The League for Soroban Education of Japan, em 1964. O primeiro livro de Soroban no Brasil foi escrito pelo Prof. Fukutaro Kato em 1957, auxiliado pelo engenheiro Satyro Sakamoto, um dos seus primeiros alunos no Brasil, em São Paulo. O primeiro Campeonato Brasileiro de Soroban ocorreu em 1958, em São Paulo, e foi planejado, organizado e levado a efeito pelo Prof. Fukutaro Kato.

A primeira associação referente ao Soroban no Brasil é a Associação Cultural de Shuzan do Brasil, em 1965, em São Paulo (capital), cujo sócio-fundador principal foi o Prof. Fukutaro Kato. O primeiro a dar aulas de Soroban oficialmente no Brasil aos infantes a partir dos 3 anos de idade foi o Prof. Joel Takayoshi Kato em 1998, em seu Curso São Paulo de Soroban, com sede em São Paulo (capital). O primeiro a introduzir o uso do computador nas aulas de Soroban (cálculo mental) no Brasil foi o Prof. Joel Takayoshi Kato, no Curso São Paulo de Soroban, com sede em São Paulo em 1998, compartilhando o aplicativo trazido do Japão com a profa. Akiko Nagasawa. O primeiro a dedicar um dia ao Soroban foi The League for Soroban Education of Japan, realizando o campeonato nacional do Japão, no dia 8 de agosto de cada ano.

Serviço:

Como Usar Soroban
Thereza Toshiko Kato

Scortecci Editora
História
ISBN 978-85-366-4191-1
Formato 14 x 21 cm 
116 páginas
1ª edição - 2015

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home