A VIDA SEM CAROLINE HAINARA / Delmiro Silva

A Vida sem Caroline Hainara aborda algumas contradições do amor: Juliana alimenta um sentimento reprimido por Eduardo, por ironia do destino, ela própria intermedia o primeiro encontro entre Eduardo e Caroline, uma colega de aula mais atraente e desinibida e que também se interessa pelo garoto. Eduardo e Caroline firmam um breve namoro e mesmo após o relacionamento ele continua apaixonado, vivenciando as desventuras de um amor platônico.

Ironicamente a moça tem sorte parecida. Mesmo se envolvendo com Eduardo ela nutre um sentimento pujante pelo seu primeiro namorado, Vicente, e mantém acessa a esperança de reviver o seu primeiro amor. De forma cômica, bucólica e objetiva a obra expõe outras questões como religiosidade, amizades sinceras e diferenças entre classes sociais. A vida sem Caroline Hainara é um romance de caráter infanto-juvenil, mas é também uma leitura que não tem idade e não seleciona corações para entrar. Abra o seu coração antes de abrir o livro.

Falar de Delmiro Silva como escritor é facílimo, pois o mesmo tem uma forma inusitada de construir o texto, como se estivesse costurando uma colcha de retalhos, que ao final, o trabalho fosse analisado e esta obra de arte estaria assinada por um artista peculiar. A Vida Sem Caroline Hainara é uma história romântica e gostosa de ler, sobre dois jovens, que na adolescência, acreditam que o AMOR é o amor com a letra mais maiúscula do mundo. Delmiro Silva iniciou-se no mundo das letras meio timidamente como sempre o foi na vida real. Mas, mostrou durante sua trajetória um amadurecimento tranquilo e um crescimento rumo ao imperialismo do ser, de forma enfática e minuciosa. Seus poemas e crônicas são recheados de figuras de linguagem, e suas reportagens como jornalista são marcantes e cristalinas, sem muito “lenga lenga” ou rebuscamentos exacerbados. O leitor, com certeza, terá pela frente bons momentos lendo uma história bonita, própria de jovens que procuram no amor sua verdadeira vocação. Vai Delmiro, navegue não em mares revoltos, mas nas águas azuis do Rio Araguaia, seu carro chefe de inspiração, pois como bem disse o poeta: “... O luar do Araguaia brilha mais que diamante, e os reflexos de seus olhos me ofuscaram neste instante; banzeirando solitário no meu barco a navegar, e as águas vão rolando, e o rio vai chorando direto para o mar... que diz: 'manakereki, venha até aqui´...” Avante, Delmiro Silva, you´re my best wonderful friend!
Jucimar Clemente - Autor de: Resíduos de Diamantes (1983), Gestos & Momentos (1989) e Balaio de Vivências (a publicar)

Serviço:

A Vida Sem Caroline Hainara
Delmiro Silva

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-4172-0
Formato 14 x 21 cm 
52 páginas
1ª edição - 2015

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home