A LENDA VAGALUME / André Borelli

O que tá acontecendo comigo?!, desespera-se o jovem Thomas Lothan, temendo por sua sanidade. Será culpa dos benditos hormônios da adolescência? Pouco importa! Com os pesadelos tomando sua mente, vê-se cada vez mais incapaz de distinguir o real do imaginário... Afinal, acorda de um sonho ou desperta da realidade? As peças do quebra-cabeça são jogadas, sem ordem ou forma, acumulando-se numa colossal montanha de dúvidas. Quando a sede por respostas leva à morte de sua mãe em um suspeito incêndio, Thomas percebe a real magnitude daquilo que investiga. Afinal, em quem confiar? Embebido por um insano desejo de vingança, o garoto aventura-se numa traiçoeira rede de mentiras, caprichosamente maquinada pelo destino. Arriscando sua vida em um arquitetado mundo caótico, será ele capaz de ligar os pontos? E, mais do que isso, estará ele preparado para o desenho final? Bom, deixa eu te contar uma lenda... 

Shakespeare já dizia em Hamlet: “Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia”. Hoje, 400 anos mais tarde, a comunidade científica, cada vez mais, prova essa famosa frase. A teoria do Biocentrismo, proposta pelo renomado cientista Dr. Robert Lanza, sugere que a maneira como percebemos o mundo é que faz com que ele seja como é. Outras teorias, como o Multiverso (universos paralelos) e consciência quântica (almas), que há pouco tempo não passavam de ficção científica, hoje, surgem perfeitamente plausíveis. Sendo assim, vivendo nesse mundo onde a fantasia muitas vezes derruba os antigos pilares da realidade, o que você faria e como reagiria se descobrisse que nem tudo é como somos levados a crer?

Em A Lenda Vagalume, Thomas Lothan, um garoto comum, tímido e pacato, verá seu mundo virar de ponta-cabeça ao se deparar com esses questionamentos. Perdido entre a realidade e a imaginação, terá de controlar suas angústias adolescentes para poder reescrever a história. Com uma trama envolvente, recheada de suspense, mistério, ação, aventura, amor, sofrimento e reviravoltas, o livro traz a vida em sua essência e inacreditável magia, características únicas e primordiais de nossa humanidade. Nunca mais perceberemos os sonhos da mesma forma...

André Borelli lê e escreve ficção desde criança. Nascido em 1992, escreveu seu primeiro “livro” aos nove anos de idade – A Pedra Mágica.  Formado ator, pelo Teatro Escola Macunaíma em 2009, e bacharel em Comunicação Social com habilitação em Rádio e TV, pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo em 2013, André Borelli viu surgir nos palcos uma paixão. A atuação em diversas peças de teatro e o trabalho no backstage do musical da Broadway “O Rei Leão” (2013-2014) despertou-lhe o desejo pela pesquisa em outras áreas da arte teatral. Ingressou, então, na Pós-Graduação em Direção Teatral, na ESCH, no final de 2014 e, concomitantemente, iniciou seu trabalho como dramaturgo com a tragicomédia “A Ponte” – atualmente desenvolvida em seu recém-criado grupo teatral: Gruparteiro de Teatro. A ideia para o livro A Lenda Vagalume ocorreu após a leitura de  um artigo sobre Biocentrismo – desenvolvido pelo cientista estadunidense Dr. Robert Lanza – no qual a percepção humana é eleita como “criadora” do universo material. Partindo desta teoria, Borelli trabalha a imaginação e suas próprias vivências de modo a construir uma prazerosa e surpreendente narrativa.

Serviço:

A Lenda Vagalume
André Borelli

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-4294-9
Formato 14 x 21 cm 
252 páginas
1ª edição - 2015

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home