GARATUJAS / José Mauro de Oliveira

GARATUJAS é uma coletânea de poemas e prosa poética que abarca mais de quatro décadas de produção do poeta cearense Mauro Mendes. Todos os poemas são inéditos e abordam temas que vão do quotidiano ao mítico e ao religioso, sem falar na relação com a natureza, sobretudo o mar e a terra natal do poeta. GARATUJAS tem muito a ver com o sonho e o devaneio e o leitor também se deliciará com uma linguagem onde predominam a experimentação com as palavras e a forma lúdica e livre de dizer as coisas.  

Garatujas é uma coletânea de textos (poemas e prosa poética) escritos desde o início da década de 70 e que abrange, portanto, diversas épocas e diferentes fases da minha vida. Entre outros significados, o termo “garatuja” quer dizer desenho rudimentar, mal feito ou tosco, algaravia, borrões, burundangas, gatafunhos, garabulha, garafunhas, gatimanhos e houve mesmo quem me aconselhasse a não usá-lo como título do livro, por ser pejorativo. Que pejorativo que nada! Na verdade, o título não poderia ser outro e, de fato, ele surgiu de forma muito natural, há muito tempo, como sabem alguns poucos que leram os textos mais antigos.

“Garatujas” e “garatujar” são os termos que melhor traduzem o conteúdo deste livro, no qual predominam a experimentação e a brincadeira com as palavras e a forma lúdica, livre e desorganizada de dizer as coisas. O leitor não deve, portanto, se espantar com a desobediência, aqui e ali, às tradicionais regras de acentuação e pontuação e da versificação clássica nem com os neologismos... Garatujas tem muito a ver com o sonho e o devaneio, onde as imagens, no mais das vezes, são borradas e o enredo é confuso... Um contorno de sombra...

Burundangas, gatimanhos, garafunhas... Garatujas é tudo isto, não é nada disto, é muito mais que isto. Não há a pretensão de que um poema seja perfeito ou uma coisa acabada ou a “última palavra”. Ao contrário, um poema, aqui, deve ser sempre considerado um fragmento, extrato de uma essência inacabada, sempre à espera de um lento por vir... Garatujas é brincadeira e é coisa séria...
Mauro Mendes - Salvador (BA), maio de 2015

Mauro Mendes nasceu em 1945, em Fortaleza (CE). Em 1972, formou-se em Engenharia Química pela Escola de Engenharia da Universidade Federal do Ceará e, em 1974, fez pós-graduação em Engenharia Sanitária na Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Instituto Os-waldo Cruz (FIOCRUZ), Rio de Janeiro. Desde 1976, reside em Salvador (BA), onde passou a atuar na área de controle do meio ambiente, inicialmente no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (CEPED) e, posteriormente, no Centro de Recursos Ambientais (CRA), Órgão Estadual de Controle Ambiental, atual INEMA. Desde 1990, vem prestando serviços de consultoria a empresas públicas e a empresas do Pólo Industrial de Camaçari (BA), sobretudo nas áreas de licenciamento ambiental e de controle da poluição atmosférica.

Serviço:

Garatujas
José Mauro Oliveira Mendes

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-4236-9
Formato 14 x 21 cm 
112 páginas
1ª edição - 2015

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home