STREET LINGO / Fernando Caetano

Hey, quit stalling! It's time to pick up the latest and coolest English lingo – the lingo absent from the usual textbooks and the traditional classroom. Study the spoken language and you will find yourself becoming a more confident speaker. Avoid those “uncomfortable silences” when you need a snappy response, but nothing appropriate pops into your head! Let's put that dusty old tome of “bookish English” back on the shelf and focus on the real English – the way it is actually spoken – not that dull stuff your old fogey teacher rams down your throat. You have in your hand a collection of the most up-to-date informal vocabulary currently in use by natives of English-speaking countries, as they actually use English in online comments, internet forums, newspapers, magazines, comics, movies, soap operas, commercials, even those raunchy porno sites! Street Lingo provides tons of non-watered-down vocab and expressions, all of them as used in real-life... y'know... the kind of stuff you hear every day that is spoken everywhere! Getting fluent in English has never been so much fun!

Ei, chega de embromation! Tá na hora de aprender um inglês mais atual e descolado – aquele inglês que não está nos livros didáticos nem na sala de aula. Comunique-se com mais confiança estudando a linguagem falada e evite aquele “silêncio desconfortável” quando você precisa dar uma resposta bem rapidão, mas nada vem à mente! Vamos colocar aquele livro didático velho e empoeirado de volta na estante e nos focar agora no inglês de verdade – do jeito que é realmente falado –, não aquele negócio chato que seu professor careta enfia por sua goela abaixo.

Você tem em mãos o vocabulário mais informal e atual usado em países de língua inglesa – aquele inglês que eles usam nos comentários e fóruns online, nos jornais, revistas, histórias em quadrinhos, filmes, novelas, comerciais e até naqueles sites pornôs obscenos. Street Lingo oferece um montão de vocabulário e expressões usados na vida real... tipo... aquelas coisinhas que você realmente ouve toda hora e que são faladas em todo lugar! Ser fluente em inglês nunca foi tão bacana!

A língua é uma aptidão inata, aliás, um patrimônio característico de toda a humanidade, uma vez que entrou em nossas vidas de maneira muito natural e espontânea. Afinal de contas, não foi preciso receber educação formal (ter ido à escola) para aprender a falar nossa língua-mãe, não é mesmo?  Desde os primeiros anos de vida temos a tendência instintiva de balbuciar ou tentar falar, mas nunca escrever; isso aprendemos posteriormente. A modalidade falada da língua pode ser encontrada em todas as culturas humanas no decorrer da história; já a escrita só teria sido desenvolvida há cerca de cinco mil anos por algumas civilizações.  Portanto, escrita não é ainda toda a língua, mas apenas uma modalidade dela.

Só que muita gente acaba por se focar ou considerar como língua apenas a modalidade escrita e aí começa um baita problemão; essa noção arbitrária e até ingênua traz possíveis desvantagens como, por exemplo, para o ensino da língua inglesa, quando os próprios estudantes acabam percebendo que o inglês no livro às vezes não é o mesmo falado nas ruas.  Nos últimos anos as redes sociais, o cinema e a tevê têm ajudado a disseminar e despertar o interesse por um tipo de língua inglesa cada vez mais informal, inovador, de muitos neologismos e coloquialismos.

Apesar disso, os livros didáticos de língua inglesa produzidos no Brasil parecem não acompanhar com expressividade as exigências que este tipo de inglês provoca na intercomunicação global; sendo hoje o inglês uma língua franca. Quem usa o inglês como segunda língua quer saber não só como fazer um pedido no restaurante, uma reserva de hotel ou fechar um negócio, mas também entender e desfrutar de toda uma cultura de maneira bem mais participativa, quer rir com as piadinhas na cerimônia do Oscar, se divertir com os trocadilhos nas séries e filmes, bater um papo no Chatroulette, assistir a vídeos estrangeiros no Youtube ou Xvideos; enfim, falar a língua e poder interagir com os nativos verdadeiramente.

O estudante quer desfrutar daquele inglês sincero, divertido e cria-tivo, construído pelo falante nativo com suas tantas gírias, palavrões e idiomatismos, mas para isso precisa saber que os livros didáticos só mostram apenas uma parte dessa coisa toda. Por isso, tá na hora de  dar nome aos bois! Afinal, alguém que gosta de fazer escândalos é BARRAQUEIRO, quem tem sempre ideias muito tradicionais é CARETA, quem estuda demais é CDF, mulher feia é BARANGA e quem tem excesso de banha na cintura tem PNEUZINHO. Aprenda e divirta-se com Street Lingo: o inglês das ruas.

Fernando Caetano nasceu em Rondônia. A experiência como jornalista, cartunista e professor levou-o a elaborar este livro. Atualmente em São Paulo, desenvolve materiais didá-ticos e paradidáticos que visam tornar a aprendizagem de língua inglesa  mais atraente e eficaz.

Agende uma palestra!
streetlingobook@gmail.com

Serviço:

Street Lingo
Fernando Caetano

Scortecci Editora
Inglês
ISBN 978-85-366-4308-3
Formato 14 x 21 cm 
300 páginas
1ª edição - 2015

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home