A ARTE, A CIÊNCIA E A POESIA / Jondoalbi C. de Mello

O livro A arte, a ciência e a poesia expõe de forma clara e sucinta o desejo ardente de escrever do autor, que teve pouco tempo de estudo. É com o olhar do coração que ele cria esta obra-prima, retratando através dos versos o itinerário de um ser em busca de seu próprio saber. Quando me convidou para apresentar o presente livro de poemas, cujas derradeiras páginas acabo de ler, devo confessar que hesitei, por escrúpulo, em aceder a tão honroso convite.

Entretanto, a voz da consciência advertia-me que não podia deixar de apreciá-lo, pois conheço a história deste servo de Deus que recebeu o dom de escrever belos poemas, apesar de seu pouco estudo, e que tem o desejo ardente de sempre aprender; que veio do norte da cidade de Ribeirão do Pinhal (PR), com 32 anos de vida, para a grande metrópole paulista em busca de uma vida melhor. A vida não foi fácil, mas isto não o impediu de pegar a pena e uma folha de celulose para transcrever a saudade de sua terra natal, os sonhos, a admiração de sua crença e tantos outros temas abordados neste livro poético do qual o caro leitor poderá desfrutar.

O esforço incansável do autor se me afigura admirável, o objetivo que se propôs atingir não é menos digno de aplauso e reconhecimento. É certo ser o esforço de um autodidata, que sem mestres, mentores ou guias chega ao fim de uma literatura rica em ensinamentos e curiosidades da região longínqua, com descrição detalhada em versos, e que em outras palavras traz à tona a figura do homem moderno com lembranças de um jovem antigo, que vive em busca de si mesmo e está sempre pronto para novas experiências. Prezado leitor, chegou a hora de desfrutar tamanha delícia destes poemas.
Rev. Elbert Costa - Moreira Lopes - Pastor Presbiteriano e Presidente do PSLP

O poeta Jondoalbi Cambhuy de Mello é um feliz brasileiro, descendente de índios e portugueses, nascido na Bahia no dia 13 de maio de 1941, data em que se comemora a Lei Áurea. Homem simples e roceiro assumido, aos 13 anos mudou-se para o estado de São Paulo, onde trabalhou nas lavouras de café. Em 1960 foi para o Paraná, onde ficou trabalhando no sítio do pai por 12 anos. Em Ribeirão do Pinhal, norte pioneiro do estado paranaense, casou-se com Zélia Dias de Mello e teve seus quatro filhos: Solange, Silas, Silvano e Samuel. Em 1972 mudou-se para a capital paulista, onde trabalhou na indústria e outras empresas. Jondoalbi, o poeta, teve poucas oportunidades de estudar. Aos 32 anos de idade fez um supletivo em São Caetano do Sul (SP), correspondente à quarta série do ensino fundamental, e aos 60 fez a primeira série do ensino médio. É esta a escolaridade do poeta que, apesar de tudo, tem o hábito de ler e escrever, sua sorte! Escreve principalmente poesia. Seus versos têm influência do cordel e de poesias mais elaboradas, conferindo-lhe um estilo próprio de versejar. Espera que os amados leitores apreciem seus versos e seu estilo.

Serviço:

A Arte, a Ciência e a Poesia
Jondoalbi Cambhuy de Mello

Scortecci Editora
ISBN 978-85-366-4450-9
Formato 14 x 21 cm 
120 páginas
1ª edição - 2015

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home