DOSES HOMEOPÁTICAS DO DELÍRIO URBANO / VERSOS DE CARNE E OSSO / Érico Marin

Érico Marin não é de hoje, e sua obra é água ardente, envelhecida, sem arrogância e com carinho, para agradar  a  todos  os  paladares. Talvez, por isso, Doses homeopáticas do delírio urbano seja um porre da sua realidade, do seu olhar, que floresce contos, crônicas e poemas capazes, pelo menos por um instante, de nos fazer olhar com desprezo libertador para o “mundo-máquina de moer sonhos”  em  que  vivemos. Simples, lírica, delicada, sensível, concisa e rica são alguns dos adjetivos possíveis para sua arte, que nos fala como papo de amigo que se conserva desde os tempos de colégio.

É assim que Mariana se descobre impotente diante da força opressora e bela da natureza, em contraponto ao cinza da cidade. Assim, Sidharta se revela numa narrativa simples e a vida passa a fazer  sentido  num  pôr  de  sol. Porém, veja que ironia, é assim também, na belíssima crônica “Sobre vidas fáceis e difíceis”, que Érico mostra como a existência se torna difícil a quem quer viver só de  poentes  e  poemas. Aproveitem, então, esse encontro da noite e do dia, do sol e da lua, traduzido em literatura, porque não é fácil fazê-lo nascer com  tanta  harmonia.
Wagner Hilário - Poeta, escritor e jornalista

Uma viagem pelos caminhos da cisão e da fusão

Neste Versos de carne e osso, o poeta Érico Marin nos leva por vários caminhos que têm como destino a realidade do inóspito mundo contemporâneo. Os versos de cada poema trazem a dualidade do título, a carne e o osso, que em alguns poemas se fundem para compor uma reali-dade. Em outros, encaminha esta realidade por duas estradas distintas, a lírica e a crítica. Dessa forma, a cada leitura, somos levados a ter olhares diferentes para a realidade que cada poema nos apresenta. Esteticamente arrojado, os versos passeiam em plena liberdade por cada página, trazendo na bagagem influências do Concretismo e toda a pluralidade significativa presente na fragmentação das palavras. Versos de carne e osso é uma viagem por vias em cujas margens habitam harmonicamente os contrários extremos, mas simplesmente  humanos.
Fabiano Fernandes Garcez - Autor de Em meio aos ruídos urbanos, entre outros livros de poesia

Serviço:

Doses Homeopáticas do Delírio Urbano
Versos de Carne e Osso
Érico Marin

Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-85-366-4857-6
Formato 14 x 21 cm 
48 páginas
1ª edição - 2016

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home