NÚCLEO DE ESTUDOS FOUCAULTIANO / Gênesis Naum de Farias

A escola da convivência na diversidade... (...)A escola que queremos está  longe de ser alcançada, mas a que pretendemos criar ou reelaborar pode se consolidar com práticas inovadoras e compromisso profissional, trabalho em equipe e vontade política. O objetivo deste trabalho de extensão universitária, agora sistematizado em forma de livro, servirá para reafirmar olhares e busca privilegiar a sistematicidade da produção de saberes acumulados ao longo dos diversos momentos da intensa elaboração cultural empreendida no âmbito da Universidade, ao se vincular às realidades sociais, para tentar reconhecer, nos conteúdos tramados pelo objeto das pesquisas desenvolvidas no semiárido brasileiro, os elementos que levarão a comunidade acadêmica à compreensão da realidade.

A elaboração destes relatos jornalísticos e textos científicos, sistematizados a partir de encontros e debates acadêmicos, tem como foco auxiliar numa maior adequação dos professores pesquisadores nos espaços de formação crítica, em que o uso do discurso se faz presente, ao tempo em que esta realização transborda pela superfície polifônica e segue a premissa de que a realidade tem que ser investigada constantemente, visando percorrer os caminhos que levam à emancipação do pensamento educacional como verdadeira transformação dos espaços onde ele está inserido, quer seja no ambiente escolar, acadêmico, quer seja no seio da sociedade em espaços não formais de Educação.

Valendo-se do contínuo estudo metodológico e das infinitas possibilidades de se pensar as práticas pedagógicas como elementos de pesquisa em sala de aula, será preciso trabalhar o campo simbólico da educação como um território de possibilidades e investigação científica, produzindo novas aprendizagens. Nestas condições, a pesquisa e o debate são as ferramentas de estudos para que os sujeitos (professor, aluno e pesquisadores) viabilizem as relações intersubjetivas para melhor efetuar os objetivos do conhecimento a ser investigado. É de suma importância promover mudanças na percepção cultural e formar pessoas para atuarem nas escolas de forma reflexiva, e este é o papel da Universidade, pois, além de organizar eventos científicos e aproximar comunidades, forma cidadãos capacitados para atuarem no mundo, por possuir uma concepção humanística e de excelência, com troca de experiências mútuas com outras instituições de ensino, partindo do referencial da convivência  com  a  diversidade  (...).
Gênesis Naum de Farias - Sertão Profundo, setembro de 2016

Gênesis Naum de Farias - Graduado em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia, tendo se Especializado em Gestão Escolar pela Faculdade Montenegro. Atualmente é Professor Associado Colaborador da Universidade Federal do Vale do São Francisco – UNIVASF e Profes-sor Auxiliar II na Universidade Estadual do Piauí – UESPI, onde Coordena o Núcleo de Estudos Foucaultiano, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação e Sociedade, Memória, Cultura e Diversidade, Educação e Cidadania, Educação de Jovens e Adultos, Educação Contextualizada, Currículo Contextualizado e Gestão Educacional. Trabalha também na área do fazer cultural, com experiência na produção do conhecimento acadêmico, bem como na produção de saberes culturais, através do fazer poético e da contínua produção jornalística, tendo o trânsito em sala de aula como meio principal de fomentação e consolidação da palavra escrita.

Serviço:

Núcleo de Estudos Foucaultiano
Interpretações de Pesquisa Educacional em Convivência com o Semiárido
Gênesis Naum de Farias
Scortecci Editora
Educação
ISBN 978-85-366-5112-3
Formato 16 x 23 cm 
408 páginas
1ª edição - 2017

Mais informações:

Catálogo de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home