POEMAS E POESIAS / Carlos César Alário

Rebelde, crítico e provocador, o alemão Friedrich Wilhelm Nietzsche (1844-1900) se propôs a desmascarar as fundações da cultura ocidental, mostrando que há interesses e motivações ocultas, e não valores absolutos, em conceitos como verdade, bem e mal. A ideia central da sua filosofia  é  a  “afirmação  da  vida”. Nietzsche questiona toda doutrina que drene a expansão de energia, não importando o quão socialmente predominantes essas ideias possam ser. Foi um duro crítico dos pensamentos de Sócrates e Platão; para ele o homem viveria melhor se a vida e o mundo girante em que se passa a vida fossem pensados de outra forma. O homem viveria melhor se não o proibissem de agir utilizando toda a sua potência.

Crítico de toda lei moral, para Nietzsche a moral nasceu dos fracos para igualá-los aos fortes. A moral, conclui ele, só serve para igualar desiguais. Os fracos tiveram que podar a potência dos fortes para se nivelarem a eles; para isso criaram as leis morais e as regras sociais, em que os mais fortes possuíssem os mesmos direitos que os mais fracos. Assim, os fracos, a quem ele chamava de reagentes, conseguiriam diminuir a força dos fortes, a quem ele chamava de agentes. Nietzsche refletiu também sobre o desespero do homem em saber da sua finitude. Desespero este que o leva a criar tudo que for preciso para suportar o que não entende. Para Nietzsche a vida é aqui na Terra; qualquer outra vida que não seja esta é criação humana para suportar o medo da morte. Vale a pena estudar Nietzsche. Minha intenção com este singelo livro é lhe mostrar a beleza do contraditório. Posso garantir que no mínimo ele inquietará você. Nesta minha humilde homenagem a Nietzsche, através de poemas e poesias, você encontrará uma síntese de seus pensamentos. Nietzsche, o filósofo da suspeita!

A caverna escura da minha mente
Esconde minhas tristezas e minhas alegrias
Minhas saudades e minhas culpas
Minhas esperanças e meus medos
Nela também se escondem todos os meus desejos

A caverna escura da minha mente
Esconde todos os sonhos que ainda não tive
Sonhos que estão me esperando
Nas vidas que não vivi, nas vidas que descartei
Nas vidas que fora joguei

Na caverna escura da minha mente
Estão escondidas todas essas vidas
Que não escolhi viver

Quantas vidas deixamos de viver
Para viver apenas esta que escolhemos?

A caverna é tão escura que não vejo nada
Quem escreverá a história de vidas não vividas?

Carlos César Alário, Administrador, Matemático, Filósofo e Psicoterapeuta. Autor do livro A Filosofia da Felicidade. Este é o seu segundo trabalho literário sempre focado na expansão da consciência humana.

Serviço:

Poemas e Poesias
Nietzsche e sua Filosofia
Carlos César Alário

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-5198-9
Formato 14 x 21 cm 
80 páginas
1ª edição - 2017

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home