GILBERTO FREYRE E SUA REALIDADE BRASILEIRA / Áurea Sanlima

A crítica foi ambígua quanto a Gilberto Freyre, comparando-o a Cervantes, Camões, Tolstoi, Sartre, principalmente, pela grandiosidade de sua obra: Casa-Grande & Senzala, e, também por sua atitude de denúncia dos problemas sociais brasileiros, considerando-o marginal, não pela editoração, classe social ou outros atributos coibidos pela censura, mas, por seguir seus ideais, ainda que, desagradando a várias parcelas da sociedade com a sua irreverência, que lhe rendeu taxações como negrófilo, macumbeiro, efeminado, pervertido.

Áurea Cecília Santos de Lima tem formação em Letras e algumas especializações (Literatura Brasileira, Gestão Governamental e Biblioteconomia). No momento, coordena a biblioteca do Arquivo Público de Pernambuco – APEJE, em Recife. Já lecionou em escolas estaduais e municipais de Pernambuco, tais como Álvaro Lins – Nova Descoberta e Ministro Jarbas Passarinho, em Camela – Ipojuca. Quando em sala de aula, sempre incentivava estudantes a participarem de concursos de redação e os preparava para isso. Exemplo disto encontra-se registrado no livro Um poema chamado Brasil, registro do concurso de mesmo nome realizado em 2000 pela Fiat do Brasil juntamente com a UNESCO e outros facilitadores. É também compositora e tem algumas músicas de sua autoria já divulgadas em páginas da internet: Clube Caiubi de Compositores e também Clube de Compositores do Brasil. Em 2013, teve um trabalho musical, em homenagem a Núbia Lafayette, cantora norte-rio-grandense, reconhecido pela Associação de Compositores e Intérpretes de Pernambuco – ACINPE, como o melhor CD romântico gravado em 2012, concorrendo com o grupo, Trepidantes, o cantor Paulo Márcio e a banda Camelô, todos de talento reconhecido em Recife, sendo o primeiro citado, reconhecido nacionalmente (Blog da ACINPE – 2013). Quanto a este livro, representa a satisfação em apresentar sua monografia: Gilberto Freyre e sua realidade brasileira, marginal sim senhor! Representante da região Recife – norte, em concurso realizado pela Secretaria de Educação de Pernambuco em convênio com a Fundação Joaquim Nabuco, no ano de 2000, de título: Redação e monografia Gilberto Freyre, ocasião em que também teve a honra de prestigiar um de seus alunos do distrito de Camela, Ipojuca, com uma das melhores redações da região metropolitana sul. Aqui está: Gilberto Freyre e sua realidade brasileira, marginal sim senhor! Publicação que vem anteceder uma série de outras que certamente, em breve,  virão a público.  A todos, Boa leitura. Áurea C. S. de Lima.

Serviço:

Gilberto Freyre e sua Realidade Brasileira
Marginal Sim Senhor
Áurea Sanlima

Scortecci Editora
Sociedade
ISBN 978-85-366-4238-3
Formato 14 x 21 cm 
56 páginas
1ª edição - 2017

Mais informações:

Catálogo de Publicações


Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home