POESIAS SEM RUMO E SEM RIMA / Wilson Quintaneiro

Não sei se devo me considerar um analfabeto funcional ou, como querem meus amigos, um autodidata... Afinal, só sentei num banco escolar durante cinco anos (primário) e saí direto para o mercado informal de trabalho. Mas o pouco que aprendi me permitiu mais do que sobreviver – viver. Hoje me considero escritor e tenho, publicados, seis livros, além deste Poesias sem rumo e sem rima:

1. Curto e Conto Contos Curtos,
2. Versos Inversos
3. Um Domingo, Outros Dias, Outros Tempos (novela)
4. Chutando o Pau da Barraca (crônicas)
5. Contos Mais ou Menos Eróticos
6. Deixa Eu Te Contar? (contos)

É a minha modesta contribuição ao nosso povo sofrido, carente de instrução e cultura. Agora, finalmente, sei quem hoje sou!
Wilson Quintaneiro

Wilson Quintaneiro nasceu em 12 de fevereiro de 1927 na cidade do Rio de Janeiro. Reside, desde 2007, em Formosa (GO), onde participa de movimentos ambientais e culturais. Publicou seis livros, de gêneros diversos: contos, crônicas, poesia e novela. Tem alguns trabalhos terminados aguardando publicação. Foi secretário da Casa do Poeta Brasileiro – Seção Formosa e presidente do Conselho de Cultura. Ecologista, produz mudas de árvores frutíferas em pequena escala e as distribui para plantio nas escolas do município.

Serviço:

Poesia Sem Rumo e Sem Rima
Wilson Quintaneiro

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-5307-5
Formato 14 x 21 cm  
128 páginas
1ª edição - 2017

Mais informações:

Catálogo de Publicações


Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home