Receba nossa Newsletter: Nome Email

POESIA DE RIO / Mauro Guilherme


Voltando a publicar um livro de poesia depois de dezesseis anos, fecho um ciclo de dez livros publicados. Estive publicando prosa por todo esse tempo, de modo que as minhas poesias só apareceram em antologias literárias. O livro que ora publico é diferente dos outros dois que publiquei, seja porque é regionalista em boa parte, seja porque possui poesias mais concisas. Mas a minha verve reflexiva e filosófica continua presente. Pensar a vida através da literatura faz parte do meu ser. Mais de duas décadas se passaram desde que publiquei o meu primeiro livro, embora só tenha passado a ser conhecido do público em geral com o terceiro. É que literatura se faz como se sobe uma escada: degrau a degrau. Faz-se como se passam os anos: dia a dia. O escritor é uma pessoa solitária em sua criação. Os poemas surgem, as histórias nascem, mas é só ele consigo, viajando por mundos e ouvindo estrelas. Sou escritor desde a adolescência, quando tive contato com os poemas de meu saudoso tio Olavo Silva, os romances de época, a literatura dos livros pedagógicos... Sobre o meu novo livro só posso dizer que cresci com um pé na capital e outro no interior, de modo que os dois homens se encontram na presente obra.
Mauro Guilherme

Mauro Guilherme é paraense, nascido em Belém, e Promotor de Justiça no estado do Amapá. É autor dos seguintes livros: Reflexões poéticas (1998), Humanidade incendiada (2003), Destino (2007), O trem de Maria (2009), As histórias de João Pescador (2010), Histórias de desamor (2012), História de pássaro (2015), Contos estranhos (2017) e Contos musicais (2018). Participou das antologias literárias: 11 contistas da Amazônia (Universidade Federal do Pará, 2003), Poetas do meio do mundo (2009), Contistas do meio do mundo (2010), Cronistas do meio do mundo (2011), Poetas na linha imaginária (2013), Poesia da boca do rio (2015) e Quinze dedos de prosa (2015). Recebeu os seguintes prêmios em concursos nacionais de literatura: Prêmio Literário Cidade do Recife – 2005, com o livro Destino; Concurso de Contos da Associação Nacional dos Escritores/DF – 2006, com o livro Histórias de desamor, e da União Brasileira de Escritores/RJ – 2007, com o livro As histórias de João Pescador. Foi premiado também no XI Concurso de Contos da Região Norte (2003), realizado pela Universidade Federal do Pará, e no IV Prêmio Brito Broca de Literatura (2004), do governo de Guaratinguetá (SP). Seu romance Destino foi leitura de vestibular da Universidade Federal do Amapá (2009, 2010 e 2011), e as obras Destino, O trem de Maria e As histórias de João Pescador foram estudadas em salas de aula. Recebeu Diploma de Destaque Cultural, concedido pelo Conselho de Cultura do Estado do Amapá, em 2009 e 2016. É membro da Associação Amapaense de Escritores e da União Brasileira de Escritores/SP.

Serviço:

Poesia de Rio 
Mauro Guilherme
Scortecci Editora 
Poesia
ISBN 978-85-366-6051-6
Formato 14 x 21 cm
104 páginas
1ª edição - 2019 

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home