Receba nossa Newsletter: Nome Email

NEM SÓ DE LITERATURA VIVE O HOMEM / Alexandre Meyr

Em ambicionada exaltação aos livros, muitas das vidas aqui personificadas experimentam dramas e compartilham emoções. O palco no qual sucedem essas cenas – o município de São Miguel do Oeste, no extremo oeste catarinense – tem como pano de fundo um Brasil diferenciado, um país no qual “as coisas funcionam”, onde as instituições (e seus administradores) têm sua real razão de ser e cumprem verdadeiramente seus papéis, em que a maioria das pessoas são proativas, generosas, solidárias, e onde impera, com raríssimas exceções, o respeito mútuo entre os seres humanos e destes para com a Natureza.  Se A sombra do vento, de Carlos Ruiz Zafón, é “uma grandiosa homenagem ao poder místico dos livros”, este romance pretende ser um sincero tributo ao poder de transformação dos livros.

Quando naus os mares
navegam,
nem por terra ou pelos ares
atravessam.

Mesmo que salteadores
descubram,
paisagens os navegadores
desnudam.

Daquilo que um dia era
recoberta,
jaz ali a nova terra
descoberta.
Começando por declamar esses versos de seu poema “Descoberta”, Lina Glória Líria saudou o público.

Gaúcho de Canoas, Alexandre Meyr nasceu nos idos de 1960. Exerceu o cargo de escrivão de polícia entre 1982 e 1996 em Bento Gonçalves (RS). Em 1992, bacharelou-se em Direito pela Universidade de Caxias do Sul (RS). E de 1996 a 2014 atuou como delegado de polícia de Santa Catarina, fazendo carreira no extremo oeste e no oeste do estado. A partir de sua aposentadoria, em 2015, passou à atividade de escritor. Publicou o livro de contos Paixão Sólida (Scortecci Editora, 2016) e com poemas e contos participou das coletâneas: Coexistência (Porto de Lenha Editora, 2016), Palavras Abraçadas (Scortecci Editora, 2016); Coletânea Internacional Gaya (Editora Gaya, 2018) e Conexão Brasil 2019 – Concurso Literário (Editora Alternativa, 2018). Seus poemas “Espaço Sagrado” e “Descoberta” receberam menção honrosa no Concurso Literário Poemar 2018, promovido pela Câmara Literária de Pomerode (SC) – CLiP Mulher. Ocupa a cadeira nº 120 da Academia Internacional de Artes, Letras e Ciências “A Palavra do Século 21” – ALPAS 21, sediada em Cruz Alta (RS), tendo como patrono Rafael Henzel. Agora, chegou a vez de incursionar pelo romance. Nem só de literatura vive o homem é sua estreia no gênero. O autor reside em São Miguel do Oeste (SC).

Serviço:

Nem só de literatura vive o homem
Alexandre Meyr

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-6094-3
Formato 16 x 23 cm 
316 páginas
1ª edição - 2020

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home