Receba nossa Newsletter: Nome Email

Tel.:(11)3032-1179     WhatsApp:(11)97548-1515

A POESIA DA CALÇADA NÃO VENDE ILUSÃO / Benedito Morais de Carvalho (Benê)

Novamente fui honrado de escrever algumas palavras sobre a obra do meu fraterno irmão Benê, pessoa culta, amiga, politicamente sensata. Sempre presente nas ocasiões em que se faz necessário, trazendo boas palavras de otimismo. Esta nova obra de poesia como sempre mostra sua visão do microcosmo que vive entre a Praça da Sé e a Rua Maria Paula: por fazer esse trajeto todos os dias é testemunha viva dos que transitam no local, desde empresários e advogados até pedintes e vendedores ambulantes, ou seja, pessoas que buscam um lugar ao sol em sua incansável luta pelo pão nosso. Suas poesias podem ser consideradas cáusticas, mas retratam a vida cotidiana de uma cidade que esqueceu seus sentimentos, e essa é a única forma que o nosso Benê tem para mostrar o dia a dia do centro da cidade, que promete muito e dá pouco aos que vivem a correria, ainda mais nesse período de pandemia, sendo uma eficaz forma de escrever. Que tais palavras cheguem fundo ao coração dos seus leitores, quem sabe assim despertemos e possamos lutar por um futuro melhor. Assim, espero que minhas palavras sirvam como incentivo para o querido e fraterno irmão Benê e que nossa amizade seja eterna.
Marcello Holland Neto

Fico enaltecido por tecer este breve comentário sobre a nova obra do meu amigo, companheiro e irmão Benedito Morais de Carvalho (Benê). Ele inclui neste trabalho o comprometimento apaixonado que tem pela poesia, não vendendo ilusões. Benê é realista, relata através de suas poesias a pura realidade das calçadas, o dia a dia, e nos ensina que somos eternos aprendizes.
Luizinho Ormaneze

Benedito Morais de Carvalho (Benê) é cearense de Barbalha, nascido em 11 de novembro de 1952, filho de Expedito Bernardino de Carvalho e de Joaquina (Quininha) Morais de Carvalho. É autor dos livros Pô! Ética (1982), Reversos (Editora CEPE, 1993), Quase Poético (Editora CEPE, 1994), Azul (Editora CEPE, 1996), A Vaquinha da Primeira Dama (Editora CEPE, 1998) e Antipoético (Scortecci Editora, 2006). Participou da Antologia de Poesias, Contos e Crônicas para o Salão Internacional do Livro de São Paulo (Scortecci Editora, 1999), Antologia Sonhos e Expectativas (Scortecci Editora, 2000) e Segunda Coletânea de Contos e Poemas (Editora Usina de Letras, 2010).

Serviço:

A Poesia da Calçada Não Vende Ilusão
Benedito Morais de Carvalho (Benê)
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-65-5529-102-5
Formato 14 x 21 cm 
124 páginas
2ª edição - 2020

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home