Receba nossa Newsletter: Nome Email

Tel.:(11)3032-1179     WhatsApp:(11)97548-1515

DEUTERONÔMIO 18:15 - A LITURGIA LÓGICA DE TEOLOGIA / Abadi

Este livro aborda vários assuntos ao longo de seus 23 (vinte e três) capítulos, a começar pelas crenças pagãs judaístas, nascidas no meio rural e imaginadas para explicar as mudanças na natureza e suas relações com a vida do homem na comunidade religiosa, aquilo que permitiu ao povo judeu consumir o mito inocentemente na sua fé triunfante. Além do que, o fator-chave foi o fato de que o povo judeu não via na natureza do mito um sistema semiológico, mas, sim, um sistema indutivo, a saber: existe apenas uma equivalência. O povo vê uma espécie de processo causal revelado por uma fértil imaginação pagã: o significante e o significado mantêm-se para ser base da fé, tão somente, relações sobrenaturais. Pode exprimir-se essa confusão de outro modo: todas as alianças do ateísmo têm um sistema de fé triunfal extraído da matriz mundana. Então, o judaísmo pautou o mito, lendo-o com fértil imaginação indutiva, sem a dedução dialética da razão matemática metodológica, que libertou o homem do poder do mito, fazendo deles senhores. Não é apenas do povo, a história condiciona o mito no judaísmo em dois pontos, a saber: na sua formação secular, que é apenas relativamente motivada como liturgia crente, e no seu conceito, que é histórico por natureza mundana. Podemos, pois, dizer que significa imaginar uma aliança com o sobrenatural que orbita e habita o natural da natureza da terra, ou seja, uma aliança diacrônica com os mitos, submetendo o judaísmo na sinagoga a virar terreiro de exus e orixás. É preciso agora dizer que é cria de fértil imaginação popular do povo judeu. Também é abordada por vontade de Deus a volta de Jesus Cristo ressuscitado, fazendo-se humano novamente para no Adrianismo ser a luz da nova Jerusalém para que o livro 66 do Apocalipse na Bíblia se cumpra de A a Z em todos os tons de cinza, entre outros assuntos.

O autor, Adroaldo dos Santos Abadi, é brasileiro, casado e pai de nove filhos. Atua como comerciante na área de hortifrutigranjeiros em Porto Alegre (RS) há mais de 25 anos e reside na cidade vizinha, Canoas (RS), onde está estruturada sua família, irmãos etc. Em que pese ser comerciante, é formado em Estudos Sociais e História pelo Centro Universitário La Salle – Unilasalle Canoas (RS) e possui curso de Geografia incompleto pela mesma instituição. Nunca havia pensado em escrever antes, pelo menos na área em que escreveu. Além desta obra, escreveu Deuteronômio 18:15: Uma Alquimia do Infinito, Deuteronômio 18:15: Metafísica da Fé, Deuteronômio 18:15: Liturgia e Circunstância, Deuteronômio 18:15: Tempo e Consciência Histórica, Deuteronômio 18:15: Sacrossanctum Concilium do Hesmirraísmo Judaico, Deuteronômio 18:15: Dulce Miel Eloquente, Deuteronômio 18:15: Liturgia Missão e Justiça, Deuteronômio 18:15: Transcendência Céutica do Adrianismo, Deuteronômio 18:15: Transcendência Adrianista – Crônicas, Músicas e Poéticas, Deuteronômio18:15: Uma Liturgia Chave-Mestra, Deuteronômio 18:15: Eis o Ideal do Real – A Perene Liturgia da Realidade e Deuteronômio 18:15: A Arte de Ler a Escrita Transcendental Santificante Revelada. Agradecimentos a minha esposa Adriana Rodrigues Dornelles e minha filha Daniele Abadi, que cooperaram.
Abadi

Serviço:

Deuteronômio 18:15
A Liturgia Lógica de Teologia
Abadi

Scortecci Editora
Bíblia
ISBN 978-65-5529-151-3
Formato 14 x 21 cm 
84 páginas
1ª edição - 2020
 
Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home