Receba nossa Newsletter: Nome Email
                   
Tel.:(11)3032-1179     WhatsApp:(11)97548-1515

DEUTERONÔMIO 18:15 - LITURGIA, TEOLOGIA E PSICANÁLISE / Abadi

Este livro aborda vários assuntos com enfoque na Liturgia 41, em detrimento da Liturgia Judaica, a qual necessitará da revelação psicanalítica para superar os traumas do passado ou as experiências reprimidas (a escravidão no Egito, a diáspora e a concentração de poder dos rabinos etc.). A mesma Liturgia 41, que usa a poesia e o cântico religioso para se tornar mais transcendental e santificante, tem como objetivo, através do Hesmirraísmo Adrianista, ajudar o judaísmo a evoluir verticalmente. Nessa síntese abrangente da literatura psicanalista sobre a associação livre, uma das afirmações mais estimulantes é que a atitude é um templo de oração específico para com suas associações livres na análise no caso concreto aplicado, do judaísmo na sinagoga, que domina as exigências tão somente dos instintos primitivos de sua psiquê e afasta objetos indesejados da natureza de sua liturgia. Isso nos habilita a deduzir, na luz da razão filosófica, a natureza de seus sintomas. Em outros termos, as associações livres são como janelas e portas e espelhos postos à frente do ego do Id e do Superego do povo judaísta para eles fazerem leitura psicanalítica de sua prosaica escuridão medonha ou mundana. À sua vez, o ego do povo judaísta em seus níveis mais alto e mais baixo é um ego inflado pela natureza da terra e seus derivados. Poder-se-ia também prestar atenção aos estilos de narração associativa imaginativa pagã (por meio da indução, causalidade, comparação e contraste de antítese etc.) e à imprecisão ou exatidão das relações espaciais e cronológicas do judaísmo. O que acontece com o tema de um sonho-de-id relatado na sua historicidade com o paciente judaísta em um acentuado “estado de ego”? Ou o que acontece com o assim chamado sonho de grandeza de ego ou “sonho vindo de um dogmatismo de cisma sobrenatural” relatado na liturgia judaísta por um paciente dirigido, pelo-id mundano mudado? A priori de investigar associações livres ou sonho dantesco ou surreal pagão, qual deverá ser a unicidade de análise?

O autor, Adroaldo dos Santos Abadi, é brasileiro, casado e pai de nove filhos. Atua como comerciante na área de hortifrutigranjeiros em Porto Alegre (RS) há mais de 25 anos e reside na cidade vizinha, Canoas (RS), onde está estruturada sua família, irmãos etc. Em que pese ser comerciante, é formado em Estudos Sociais e História pelo Centro Universitário La Salle – Unilasalle Canoas (RS) e possui curso de Geografia incompleto pela mesma instituição. Nunca havia pensado em escrever antes, pelo menos na área em que escreveu. Além desta obra, escreveu Deuteronômio 18:15: Uma Alquimia do Infinito, Deuteronômio 18:15: Metafísica da Fé, Deuteronômio 18:15: Liturgia e Circunstância, Deuteronômio 18:15: Tempo e Consciência Histórica, Deuteronômio 18:15: Sacrossanctum Concilium do Hesmirraísmo Judaico, Deuteronômio 18:15: Dulce Miel Eloquente, Deuteronômio 18:15: Liturgia Missão e Justiça, Deuteronômio 18:15: Transcendência Céutica do Adrianismo, Deuteronômio 18:15: Transcendência Adrianista – Crônicas, Músicas e Poéticas, Deuteronômio 18:15: Uma Liturgia Chave-Mestra, Deuteronômio 18:15: Eis o Ideal do Real: A Perene Liturgia da Realidade, Deuteronômio 18:15: A Arte de Ler a Escrita Transcendental Santificante Revelada e Deuteronômio 18:15: A  Liturgia Lógica da Teologia.

Agradecimentos a minha esposa Adriana Dornelles Abadi e minha filha Danielle Abadi, que cooperaram.
Abadi

Serviço:

Deuteronômio 18:15
Liturgia, Teologia e Psicanálise
Abadi

Scortecci Editora
Crônicas
ISBN 978-65-5529-356-2
Formato 14 x 21 cm 
108 páginas
1ª edição - 2021

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home