Receba nossa Newsletter: Nome Email

Tel.:(11)3032-1179     WhatsApp:(11)97548-1515

FUGINDO DE MIM MESMO / Ataulo

Durante os últimos anos da minha vida, pude perceber que o acaso não existe. Foi necessário que a vida me jogasse no chão para que eu pudesse despertar e aprender a me reerguer. Perdi tudo o que um homem pode perder: perdi o amor da minha vida, minha casa, minha fábrica, minha honra, minha vergonha; acima de tudo, perdi a esperança. Houve um período que a mentira era o meu discurso e a verdade, minha ouvinte. Menti muito tentando manter a fábrica funcionando. Hoje sou dono de diversas dívidas, devo para ex-funcionários, para amigos, para agiotas, para fornecedores, para bancos e sei lá para quem mais... Tive que vender os móveis de casa para poder sustentar minha família. Atentei contra a minha vida por duas vezes. Não morri porque fui covarde, nem para me matar fui competente. Um merda, é isso que eu fui. Conheci o inferno pessoalmente, fui amigo íntimo do desespero, do medo, da solidão e principalmente da angústia. Ah, aquela dor da angústia... Parecia que ia rasgar minhas entranhas, não sei quando ela chegou, tampouco quando foi embora, só sei que ela me destruiu. Tinha medo de sair de casa, passei dois anos em profunda depressão. Vivia jogado no chão da minha sala, abandonado por parentes e amigos. Vivia como um louco alucinado, sem saber quem foi o ladrão que me roubou a esperança. Fui meu maior inimigo, mas, apesar de tudo, consegui sobreviver a mim mesmo. Hoje não tenho nenhuma dúvida de que foi Deus quem me resgatou daquele inferno, foi Deus quem me resgatou dos escombros da minha vida.

A solidão chegou
Veio pra ficar
No meu abismo solitário
Nem Deus consegue chegar
(“Desespero”)
Ela me disse: Vim pra reinar
Sua companhia vou me tornar
Vou te tirar o ar
Na tua vida vou habitar
(“Agonia”)

Sobreviver a mim mesmo foi, é e sempre será a minha maior vitória. Perder a mulher que amo foi, é e sempre será a minha maior derrota.

Serviço:

Fugindo de Mim Mesmo
Eu Sou Meu Maior Inimigo
Ataulo

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-65-5529-473-6
Formato 16 x 23 cm 
216 páginas
1ª edição - 2021

Mais informações:

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home