Receba nossa Newsletter: Nome Email
                   
Tel.:(11)3032-1179     WhatsApp:(11)97548-1515

COLÓQUIO COM O SILÊNCIO / João Carlos de Oliveira (Gerônimo do Sertão)

A Natureza demonstra estar insatisfeita? Maltratada, tem reação brusca à presença de possível inimigo. Por isso, o fato. O poeta sofre acidente: distraído, a admirar árvores frondosas, galho seco se joga sobre a sua fronte. O baque forte deixa uma brecha; sangra muito, mas, de imediato, recebe a costura poética.
(Foto-relíquia)

A torrente sob vertigem moribunda delineia
o ribeirão ora agonizante em busca do mar
tão vorazes dragas humanas sugam sua veia,
o último filete d’água sinuoso do riacho doce
no sopé da serra que me viu um dia respirar,
(...)
(Clamor público)

A informação dada, prezados senhores,
é a de que neste momento simplesmente
não permitem que versos de minha poesia
e entrelinhas de meus pensares andantes
interfiram no silogismo do ditador, todavia
o contraditório comprova donas do carreiro
pelo qual passam ocupadas diariamente
as formiguinhas éticas as mais atuantes.
(Esclarecimento)

O Céu escurece
anzóis mudos fisgam peixes
as águas velozes.
(Enchente)

Manhã que encanta
o vaqueiro campeia o gado
e o riacho? transborda.

(Paisagem)

E se o mundo congruente
analisasse o meu poema
mesmo silenciosamente
que diria em assembleia?

(Pergunta)

Uma foto minha antiga
tirada em fundo de quintal
nada revela nem instiga
mas mostra clinicamente
como é muito engraçado
hoje me verem tão atual.

Obras publicadas do autor:
Uma janela aberta para o infinito
A palavra a ideia
Sonho de vida
Vertente
Cenas da vida (o homem e as coisas)
Os animais do meu sítio e outros poemas
Suave é a luz da poesia
Em cada canto
O dia que nunca acaba

Obras a publicar do autor:
Olhares
O retrato sonoro
Bárbara poesia, um poema de amor
Vinte e oito poemas e sonetos sob o olhar de mim mesmo
Datas históricas cívico-comemorativas
O silêncio rompido
A pipa livre (presa por um fio)
Claro e escuro e vice-versa
Ansiedade

Serviço:

Colóquio Com o Silêncio
O Bucolismo Poetiza a Singeleza da Vida
João Carlos de Oliveira (Gerônimo do Sertão)

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-65-5529-575-7
Formato 14 x 21 cm
128 páginas
1ª edição - 2021

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home