PRANTOS DE UM POETA / Maurício Fernandes Melo Heleno

Falo em Prantos de Um Poeta poemas sobre a amizade, o amor e a esperança, pois são as benevolências que movem este mundo. Se eu falasse somente das desventuras não estimularia o leitor a ter fé em si mesmo e no mundo, temos que admitir e tentar resolver os problemas do mundo, mas sem termos algo de bom para nos espelharmos e usar como base de construção para um novo mundo melhor que o atual, as pessoas não saberiam definir o bem comum do mal, pois estamos acostumados com as coisas ruins que acontecem hoje, mas normais e humana.

Errar é humano, quando se tenta fazer o bem para os outros e não com desculpas egoístas e visão de lucro.

Maurício Fernandes Melo Heleno
.

Maurício Fernandes Melo Heleno nasceu em Iguape, Estado de São Paulo, situada no Vale do Ribeira, um vilarejo de pescadores, de onde saiu aos quatro anos para residir em Araçoiaba da Serra, onde seu pai exercia a Medicina. Aos onze anos, para que pudesse continuar seus estudos, mudou-se para Sorocaba, onde reside atualmente.

Aos onze anos, para que pudesse continuar seus estudos, mudou-se para Sorocaba, onde reside atualmente. Aos dez anos escreveu seu primeiro poema Povo Pagão, que foi escolhido para a capa deste livro. Aos onze anos escreveu o Sino Apaixonado. Aos quatorze anos foi acometido por rara doença genética, atingindo os membros superiores e inferiores, causando uma dificuldade ai andar e escrever.

Período muito difícil para o autor, ao mesmo tempo em que estudava, passava pelo processo de diagnóstico da doença, quando foi indicado para estudo de caso juntamente com sua tia, portadora da mesma doença, até então não diagnosticada como tal, e sem como seqüela de paralisia infantil. Alguns professores, sem compreenderem sua doença, reclamavam de sua caligrafia, chegando mesmo a anularem seus trabalhos. Alguns colegas zombavam de seu modo de andar sem compreenderem o verdadeiro motivo.

Douglas, como seu amigo e conselheiro, o apoiava, respeitava e em muitas ocasiões defendia-o; quando caia e se machucava, era o amigo que levantava-o, servindo até mesmo como muleta para movimenta-lo. Daí minha sugestão e de seu amigo Douglas para que escrevesse o que sentia, surgindo dessa forma este maravilhoso trabalho.

Neste ano comecei a colocar em ordem seus poemas e levei para alguns alunos e amigos meus lerem, sem dizer a fonte, para que dessem suas opiniões imparcialmente. Fiquei muito surpresa com os comentários. Por isso, decidi levar para a publicação o mesmo. Hoje, com dezoito anos, já refeito dos primeiros impactos de sua doença, é estudante em Bacharelado e Licenciatura em Química na IMAPES, em Sorocaba, SP.

SERVIÇO:

Prantos de um Poeta
Maurício Fernandes Melo Heleno

ISBN 85-366-0367-4
Poesia - JS 3803
Formato 14 x 21 cm - 84 páginas
1ª Edição – Ano 2005

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização. 

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home