ASSÉDIO MORAL / Dr. Sandro Moraes

Se a disciplina e a hierarquia são fatores elementares para o bom relacionamento no trabalho, nas organizações públicas e privadas, ao tornarem possível o bom desempenho das atividades laborais dos trabalhadores e chefes nos seus respectivos postos, sem as quais a anarquia tornaria os fins empresariais e públicos inexeqüíveis, em muitas ocasiões o seu exercer distorcido por chefes e outros superiores hierárquicos extrapola os limites da racionalidade, passando, então, a caracterizar o abuso de autoridade, a tirania e o assédio moral nos seus diversos aspectos.

Deixa, portanto, aquele que detém o poder de comando, de aplicar a disciplina racional e passa a perseguir os seus subordinados de forma autoritária e tirânica, de modo a infernizar a vida dos subalternos. A conseqüência desse modus operandi inverso é o estado de pânico incutido na mente das vítimas, que passam a psicossomatizar diversas doenças.

O assédio moral é crime e deve ser tratado como tal. No presente trabalho, procuramos demonstrar que quem o pratica, de certo modo, também é doente, dotado de uma exacerbada personalidade narcisista, que quer, a todo custo, que as atenções se voltem para si, e as vítimas, geralmente, são pessoas dotadas de uma inteligência superior e que, por isso, despertam a ira e a inveja de seus agressores. Demonstra-se, também, que o assédio moral pode ocorrer entre colegas de mesmo nível hierárquico e, mais raro, partindo dos subalternos contra o superior.  

Dr. Sandro Ricardo da Cunha Moraes é graduado em Letras, Jornalismo e Direito, possuindo, ainda, pós-graduação em Direito e Processo do Trabalho, pela Faculdade Dr. Leão Sampaio em Juazeiro do Norte (CE) e Curso de Aperfeiçoamento à Magistratura, pela Escola Superior da Magistra-tura de Pernambuco-ESMAPE. Registrado na OAB de Pernambuco sob o n.° 13.888-OAB/PE e na Sec-cional do Ceará no. 17576-A. Jornalista profissional, trabalhou nos três grandes jornais impressos de Pernambuco, como revisor e repórter; foi Editor de Esportes do Folha de Pernambuco e Assessor de Imprensa de ex-deputado federal por Pernambuco. Na área jurídica, revela-se um interessado em Direito do Consumidor, tendo atuado no contencioso em diversas causas nos Juizados Especiais Cíveis e Criminais de Pernambuco, além de ser um apaixonado pelo Direito Laboral, com ênfase nas questões sociais e previdenciárias envolvendo o trabalho X capital.

Sua estréia nas letras jurídicas se dá com a publicação desta obra literária com tema tão palpitante que é o assédio moral nas relações laborais. O lançamento de “Assé-dio Moral: Relação de Tirania no Ambiente de Trabalho - Aspectos da Personalidade do Agres-sor/ Assediador e Danos Ocasio-nados à Saúde Psíquica e Mental do Agredido/ Assediado” é tendente a causar grande impacto no cenário literário jurídico brasileiro acerca do assunto. O livro inova o tema, abordando não-somente o que seja assédio moral, do ponto de vista legal, mas aprofunda o debate, procurando desvendar os traços de conduta e personalidade do autor do assédio moral, demonstrando que o mesmo se trata de um doente mental, capaz de gerar no ofendido/ vítima do terrorismo psicológico o desenvolvimento de inúmeras doenças de ordem emocional, mental e psicológica, com graves conseqüências incapacitantes à vida do agredido/assediado.

Serviço:

Assédio Moral: Relação de Tirania no Ambiente de Trabalho
Dr. Sandro Moraes

Scortecci Editora
Assédio Moral
ISBN 978-85-366-1235-5
formato 14 x 21 - 144 páginas
1ª edição - 2008

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home