PECADOS DE NATAL / Joyce Cavalccante (Org.)

A diferença entre o pecado e o prazer é a dose. O exagero no prazer de comer é promovido a pecado, especificamente, o pecado da gula. E é a gula que praticamos nas ceias de nossos Natais, por isso o título desse livro, publicado exatamente na intenção de sugerir pratos para fazer a sua noite mais feliz.
Antigamente, o dia 24 de dezembro era o dia de mulheres na cozinha e ponto final. Mas, durante a organização do presente projeto, surpresa, descobri que as mulheres não mais se sentem obrigadas a ser uma virtuose no reino das panelas, como eram nossas avós e algumas de nossa mães. Mudaram.
Intelectuais, principalmente, não cos-tumam se dedicar à alimentação dos corpos, preferindo nutrir os espíritos com o resultado de seus respectivos talentos. E nisso são especializadas. 
Para usar essa afirmação com tanta segurança, me baseio no fato de que a REBRA-Rede de Escritoras Brasileiras, organização que reúne hoje centenas de mulheres brasileiras cujo motivo de vida é enriquecer a cultura de nosso país por meio da força da palavra escrita, não acatou com o entusiasmo esperado a idéia de um livro de receitas escrito por narradoras de alto calibre. Algumas se desculparam, dizendo não entender do assunto. Outras, nem isso. As mais audaciosas enviaram receitas de não cozinha, demonstrando seu protesto por impresso, como é o caso da es-critora Lina Vianna.
Entusiasmadamente, compareceram apenas trinta autoras, que, como eu, têm na cozinha seu grande momento.
E o resultado é esse livro fininho, que mal fica em pé, mas que trará bastante inspiração na hora de preparar a ceia de Natal. Porque a qualidade compensou a ausência dos números. E o bom humor que carrega acrescentará um saboroso frescor.
Apresentamos aqui, além do apreciado Peru com algumas variações, vários biscoitinhos, rabanadas, docinhos e gostosas sobremesas. Passeamos do simples ao sofisticado, oferecendo opções para diferentes gostos, ofertas para quem quer exercer a gula, pecado apropriado para a noite natalina. E por que não dizer, apropriado também para o almoço do dia seguinte, o chamado “enterro dos ossos”, abençoada tradição brasileira.
Na banda tropical do planeta, o Natal tem como cenário o calor: Em vez de neve, praia. Em vez de lã, canícula; em vez de vinho, cerveja. Papai Noel passeia de bermudas, enquanto nós vestimos algodão e alegria. É tudo muito diferente, salvo o capricho nas iguarias que provoca a gula, pecado praticado com a mesma intensidade nos dois lados da medalha global.
Portanto, a sugestão do cardápio é nossa. E pecar ou não, fica a seu critério.
Ainda avisamos que as calorias não saberão reconhecer o excepcional caráter da noite, agindo em seu metabolismo da forma usual.
Mesmo assim, pequemos. Comidas não são feitas, são cometidas. Pequemos, para que essas delícias nos modifiquem o corpo e a alma.
Joyce Cavalccante
Presidente da REBRA-Rede de Escritoras Brasileiras

Serviço:

Pecados de Natal
Joyce Cavalccante (Org.)

REBRA/Scortecci
Culinária
ISBN 978-85-366-1362-8
Formato 14 x 21 cm - 88 páginas
1ª edição - 2008

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home