DOLORES: ALUGA-SE UM QUARTO NUM APARTAMENTO DE FAMÍLIA / Kadu Lagu

Um determinado tipo de realismo – sob o qual ainda vivemos representou pilar importante na tradição artística brasileira do século XX, especialmente no nosso teatro. Da chanchada ao teatro do ator, do teatro político à performance mais autoral, uma certa idéia do real norteou muitas fantasias. Ao longo do tempo e ao lado de um desejo autêntico de transformar o estado das coisas, conformamo-nos ao viés autoritário daqueles criadores que supunham, ou supõem, poder dar consciência a quem quer que não a tenha a seu modo.

O traço senhorial desse projeto não se encontra apenas numa escolha de temas ou tramas, mas numa operação sobre o realismo em si, dotando-o de certas preconcebido, onde o chamado real (que diabos é isso?) se estabelece como uma espécie de inventário dos tipos em conflito em nossa sociedade. Mais ou menos mentirosos. O fato é que os conflitos mudaram de lugar e de tempo; os muros caíram e muitos murros foram dados em ponta de faca até que chegássemos aqui. Aqui, neste apartamento de família alugado Kadu Lagu, apontando-se numa nova direção.

As histórias narradas ou vividas por esses personagens não se prendem a esquemas sociológicos, mas têm a vitalidade de parecerem conosco, em nossa humanidade teimosa. Não mais seres representativos de classes, credos ou raças, mas gente de necessidade de sobrevivência. O material que você tem nas mãos é feito da experiência daqueles que lutam, constroem e até desistem de seus sonhos, tornando suas angústias, pela originalidade e força de semelhança que contém, um símbolo a partilhar entre todos os vivos.
Fernando Bonassi  
 
Kadu Lago é maranhense, nascido em 1974. Passou a maior parte de sua vida em São Luís, litoral-norte do Brasil. Morou em Belém, e desde 1998 vive em São Paulo. Ingressou na faculdade de Letras e abandonou o curso no terceiro semestre. Alugou um quarto num apartamento de família, para escrever Dolores, e conviveu oito meses com uma velha solitária e sinistra. É autor do romance Confissões ao Mar, já escreveu crônicas e artigos para vários jornais, entre eles  O Estado do Maranhão. Foi colunista do jornal O Imparcial, do grupo Diário dos Associados, no Maranhão. Atualmente está escrevendo um novo romance. Um determinado tipo de realismo – sob o qual ainda vivemos representou pilar importante na tradição artística brasileira do século XX, especialmente no nosso teatro. Da chanchada ao teatro do ator, do teatro político à performance mais autoral, uma certa idéia do real norteou muitas fantasias. Ao longo do tempo e ao lado de um desejo autêntico de transformar o estado das coisas, conformamo-nos ao viés autoritário daqueles criadores que supunham, ou supõem, poder dar consciência a quem quer que não a tenha a seu modo. O traço senhorial desse projeto não se encontra apenas numa escolha de temas ou tramas, mas numa operação sobre o realismo em si, dotando-o de certas preconcebido, onde o chamado real (que diabos é isso?) se estabelece como uma espécie de inventário dos tipos em conflito em nossa sociedade. Mais ou menos mentirosos. O fato é que os conflitos mudaram de lugar e de tempo; os muros caíram e muitos murros foram dados em ponta de faca até que chegássemos aqui. Aqui, neste apartamento de família alugado Kadu Lagu, apontando-se numa nova direção. As histórias narradas ou vividas por esses personagens não se prendem a esquemas sociológicos, mas têm a vitalidade de parecerem conosco, em nossa humanidade teimosa. Não mais seres representativos de classes, credos ou raças, mas gente de necessidade de sobrevivência. O material que você tem nas mãos é feito da experiência daqueles que lutam, constroem e até desistem de seus sonhos, tornando suas angústias, pela originalidade e força de semelhança que contém, um símbolo a partilhar entre todos os vivos.


Serviço:

Dolores: Aluga-se um Quarto num Apartamento de Família.
Kadu Lago
Teatro
ISBN 85-366-0323-2
Formato 14 x 21 cm - 92 páginas
1ª edição – 2005  

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home