O SURURU QUE VIROU OSTRA / Luiz Ferreira da Silva

Livro de ficção. O molusco sururu, alimento de milhares de alagoanos pobres, num contexto maior, abrangendo o complexo flúvio-marinho-lagunar, de beleza cênica sem igual, tendo o homem (sururuzeiro) no seu epicentro.

A epopéia de Belarmino, emigrante das caatingas, que fez um novo mundo nas lamas dadivosas do estuarino lagunar Mundaú-Manguaba, criando fama e fazendo história.

O leitor terá uma idéia da magnitude do ecossistema, dádiva da natureza, podendo entender a sua gênese e a sua riqueza ictiológica, aquilatando a importância dessa região para a população pobre da beira das lagoas, solidarizando-se até com ela, na sua luta de sobrevivência, temerosa pelo fim do seu ganha pão, ante aos processos de degradação ambiental (ações antrópicas inadequadas e poder público incompetente). Há alguns toques de humor e surpresas, com as alquimias do nosso personagem central, culminando no grande lance do “achado”, lá do fundo da lagoa, que possibilitou uma reviravolta total na sua vida.

E, finalmente, idéias para evitar a degradação ambiental são colocadas, “em passant”, na tentativa de alertar, ou mesmo ajuizar, as autoridades, de modo a salvar o sururu que, apesar de se mostrar um forte, não vai poder resistir à poluição, por mais tempo, cada vez mais crescente.


Luis Ferreira da Silva é natural de Coruripe, Alagoas, nascido em 1937. Filho de José Ferreira da Silva (in memoriam), funcionário do correio local (condutor de malas; função hoje inexistente) e Hermínia Maria da Silva (in memoriam), do lar. Lá fez o seu curso primário no Grupo Escolar Inácio de Carvalho e no Instituto São João (Professor Manoel Cecílio de Jesus). Em 1950, a família se mudou para Maceió, oportunizando continuar os estudos no Colégio Estadual, concluindo o curso científico. No ano seguinte, prestou vestibular na UFRRJ, e graduando-se como Engenheiro Agrônomo em 1962.

Especializou-se em Solos Tropicais, no exterior, e prestou serviços, como pesquisador, no Centro de Pesquisas do cacau (CEPLAC/CEPEC), na Bahia, sendo seu Diretor por três anos. Posteriormente, Diretor da CEPLAC, na Amazônia. Coordenou Projetos de Pesquisas e Grupos Técnicos para elaboração de propostas desenvolvimentistas agropecuárias. Realizou dez viagens internacionais para participar de Congressos, Grupos Técnicos e Consultorias.

Recebeu certificados, prêmios e medalhas de reconhecimento pela proficiência profissional. Aposentou-se em 1991 e passou a ministrar cursos e a exercer atividades de consultoria para Universidades e órgãos de pesquisas, a exemplo da Universidade Estadual de Santa Cruz (Ilhéus/BA), EMBRAPA/Sergipe e EBDA (SEAGRI/Bahia).

É casado com a Sra. Airma Tenório Ferreira, com a qual construiu uma família: três filhos (Luiz, Ana Luiza e Luciana Maria) e seis netos (Gabriela, Bruno, Rodrigo, André, Maria Luiza e Lucca). A caminho (dezembro/2005), a sétima, Mariana.

Serviço:

O Sururu Que Virou Ostra
Luiz Ferreira da Silva

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 85-366-0484-0
Formato 14 x 21 cm -  120 páginas
1ª Edição - Ano 2005

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home