Receba nossa Newsletter: Nome Email

CALEIDOSCÓPIO / Carlos Higgie

Caleidoscópio mostra a complexidade que envolve a morte (seus efeitos sobre o homem, a dor que provoca, os mistérios que a envolvem) e os enigmas do amor, que passam pelos instintos mais primitivos e desembocam num emaranhado de sentimentos contraditórios que ultrapassam, muitas vezes, os limites da razão, da moral, da ética. Os textos do autor, aqui coletados, dedicam-se à exploração dos dois temas que movem a literatura e suas mais íntimas e sutis relações.

A primeira parte do livro reúne histórias breves, com finais surpreendentes, que revelam as várias facetas da morte em situações que a trazem como metáfora, como fio condutor para reflexões de ordem mais profunda e, por que não dizer, metafísica. Já a segunda parte, explora o amor claramente materializado no sexo através de relatos erótico-pornográficos e seu vínculo com a ideia de morte através da perspectiva do gozo.

No que diz respeito à segunda parte da obra, embora haja uma resistência para a produção de textos dessa linha no meio literário, conhecida pelos leitores, estudiosos e produtores de arte literária; Higgie consegue lidar com o ainda “tabu” da prática sexual com uma beleza estética que associa harmonicamente o grotesco e o sublime, o animalesco e o espiritual, a dor e o prazer. Como o escritor uruguaio, por sua farta experiência com a literatura, na condição de produtor/criador e na de leitor, sabe das consequências que seu estilo de escrita gera, trabalha, ou melhor dito, brinca com a linguagem, imprimindo-lhe uma plasticidade, uma leveza e, simultaneamente, uma energia e uma violência que  fascinam e provocam; que chocam e, ao mesmo tempo, incitam a seguir a leitura, a vivenciar a cena, fazendo-nos parte essencial de sua produção.

Como leitora das obras de Carlos Higgie há alguns anos, posso afirmar: poucos são os escritores, na atualidade, que conseguem lidar de forma tão brilhante com os dois temas apresentados neste livro. Por isso, conhecendo também a modéstia com que encara seu exercício de criação, resta-me deixar que o leitor descubra nesta obra de Higgie o que minhas vãs palavras não deram conta de explicar e pedir que, literalmente, goze cada uma das palavras deste Caleidoscópio.

Iara de Oliveira
Doutora em Literatura

Obras de Carlos Higgie:

Como Pompas de Jabón (1979)
Cuentos a Contramano (1983)
Vento nos Ossos (1984)
Higgie & Higgie (1990) [Carlos Higgie e Nélida Higgie]
Rios da Rua (1994)
Gritos da Pele (1999)
Uma Ilha no Entardecer (2004)
Amor a Três (2005) [Carlos Higgie, Cármen Guaresemin e Jane Soares de Almeida]
La sombra de los marcos (2008) [Carlos Higgie e Nélida Higgie]

Serviço:

Caleidoscópio
Carlos Higgie
Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-85-366-1531-8
Formato 14 X 21 cm 
200 páginas
1ª edição - 2009

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home