O CONHECIMENTO E OS ESPERTOS MEDÍOCRES / Mr. Oliver Luiz

Mr. Oliver Luiz emociona ao descrever mais uma de tantas outras histórias que existem por aí, sem que sejam notadas por uma sociedade que ignora os fatos, fingindo que nada está acontecendo, só para não se comprometer com a própria realidade. Essa mesma sociedade que ignora os fatos, manipula aqueles que não têm como se defender, sofrem com as discriminações e, essas mesmas pessoas estão aprisionadas sem terem a quem recorrer, em busca de suas próprias liberdades.

Por que essas pessoas são submetidas a vários tipos de humilhações e descasos, diante de uma sociedade que diz que os direitos são iguais para todos? Na verdade, essa sociedade é mostrada apenas no papel e na mídia, onde a realidade é distorcida pelos escritos.

O autor de O Conhecimento e os Espertos Medíocres descreve a história verídica de um menino e suas aspirações e expectativas. Ao atingir a idade mínima para o trabalho, que na época era de apenas 14 anos, esse jovem inicia uma trajetória no mercado de trabalho.

Oliver Luiz tem a honra de convidar a todos os leitores a penetrarem juntos nesta história de grandes acontecimentos, grandes emoções. Acompanhem uma criança e seus valores próprios contra os espertos medíocres, que é a minoria da sociedade exploradora que se apodera das ideias alheias para construir seus impérios, sem oferecer alternativas a essas pessoas, sem lhes dar a oportunidade de, pelo menos, venderem suas próprias ideias, porque já são compradas a preço de bananas, por uma sociedade injusta, que vive de mãos no bolso... Esperando que os trabalhadores vendam cada vez mais seus conhecimentos por um preço que o próprio trabalhador mal consegue comprar o que ele mesmo fabricou.

Na maioria das vezes, esse mesmo trabalhador é obrigado a passar longe daquilo que ele mesmo elaborou e projetou!

Os idealizadores, que na linguagem popular são chamados “os mãos no bolso”,  já compraram por um preço de miséria, ou já exploraram as ideias de outrem, e depois de tudo isso, como se não bastasse, descartam os trabalhadores como se fossem lixos, após serem explorados por uma sociedade que se diz justa.

O maior ser do mundo, e o mais sábio do universo, foi capaz de criar o homem como o seu semelhante para que ele vivesse em um paraíso. Mas o homem, desobedecendo às regras, desviou-se exageradamente dos princípios que Deus determinou a ele.

O homem, se achando ser superior ao Mestre, desvencilhou-se completamente das coisas divinas e se apegou, acima de tudo, aos bens materiais, deixando de lado  as coisas eternas.

O homem, por escolha própria, destacou-se como o sábio da terra! Ignorando a divindade, forma como ele se enxerga, ele se define como o mais perverso ser vivo da face da terra.

A ignorância predominante há de destruir. O desrespeito para com a natureza, ao se achar superior a tudo com a sensação de superioridade em relação às coisas de Deus.

Os conceitos adotados pelo homem – por causa da ignorância que ele criou dentro do seu ser – o levarão à auto-destruição.

O que, na verdade, o homem carece neste momento é de estar mais perto de Deus para que possa ser salvo enquanto há tempo!!!

Serviço:

O Conhecimento  e os Espertos Medíocres
Mr. Oliver Luiz

Scortecci Editora
Ficção
ISBN 978-85-366-1763-3
Formato 14 X 21 cm 
112 páginas
1ª edição - 2010

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home