CINCO HISTÓRIAS PARA TEATRO - NOVENA NOVELA / Waldir de Luna Carneiro

A conquista da fé pela técnica - Deputado apavorado - Adultério em Gramática Gênio Decadente e  A Grande Promessa - Cinco divertidas, trágicas e extravagantes histórias  para teatro em apenas  92 páginas.

“A civilização brasileira nasceu no palco, um fato único na história do mundo. Em toda parte a arte cênica é uma arte tardia que só se incorpora ao patrimônio dos povos quando atingem as altas escalas da cultura.

No Brasil o teatro é anterior à nacionalidade. Ainda não havia Brasil, não havia gente brasileira, o território nacional era uma nebulosa geográfica em pleno  nevoeiro de barbárie e já havia tablados erguidos no coração das florestas, pelos jesuítas.

O brasileiro, em arte cênica, não teve quem lhe ensinasse nada. O nosso teatro é um milagre. Tudo o que fizemos foi por adivinhação. Adivinhamos tudo, inventamos tudo, criamos tudo, o teatro brasileiro é autodidata.

Tem-se a impressão de que hoje o teatro é a preocupação máxima dos brasileiros. Criaturas que nunca escreveram uma linha de literatura escrevem uma peça e acertam; surgem todos os dias valores novos com uma frequência notável, revelações artísticas que surpreendem.” (Viriato Correia. Conferência na Academia Brasileira de Letras, 16 de junho de 1954).

“Enquanto houver alguém que conte histórias e quem queira ouvi-las, o teatro não desapa-recerá.”  Paulo Autran
                                 
“A diversão que o teatro apresenta não é incompatível com o belo serviço que pode prestar à cultura. Mesmo quando aborda as formas mais simples há nele alguma coisa de mágico, atestando em qualquer nível a capacidade criadora do homem, ou, pelo menos, o seu senso crítico ou satírico.”  Celso Kelli                             

“O romancista pode escrever um livro na esperança de que cinquenta anos depois seja proclamado seu merecimento. Mas quem escreve para teatro  tem que  fazer obra de captação da realidade social de seu tempo. Não escreve para guardar na gaveta, acreditando que a posteridade irá redimi-lo da incompreensão dos contemporâneos, entretanto será sempre objeto de curiosidade.” Austregésilo de Athayde                             

“ Teatro são pessoas presentes: atores presentes no palco. Espectadores presentes em frente deles, um contato vivo ligando os dois grupos. Tudo o que chamamos de teatro está compreendido nesse circuito elétrico-humano que nem a televisão, nem o cinema serão jamais capazes de instalar.” Eric Bentley                            

“Toda comédia permanece no nível do cotidiano, permite que tenhamos visão mais clara dos costumes e hábitos da sociedade, das pequenas fraquezas e  excentricidades do comportamento humano. Até na farsa   encontram-se melhores momentos de fazer rir. Em Chaplin, Buster Keaton e Laurel e Hardy há momentos agudos e esclarecedores revelando-nos a mecânica e a automação de nossas buscas frenéticas de sexo ou de status.”  Martin  Esslin                             

“O teatro é a mais direta, a mais objetiva, a mais palpitante forma de comunicação  humana.”  Peregrino Júnior

“Não há nada mais fútil, mais falso, mais vão, nada mais necessário que o teatro.” Louis Jouvet

“O teatro, muitas vezes, é mais interessante lido do que representado.”  Jorge Luis Borges

Serviço:

Cinco Histórias Para Teatro - Novena Novela
Waldir de Luna Carneiro

Scortecci Editora
Teatro
ISBN 978-85-366-1755-8
Formato 14 X 21 cm 
92 páginas
1ª edição - 2010

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home