COSTUREIRA DOS MALDITOS / Vânia Coelho

Costureira dos Malditos é uma coletânea de 83 poemas livres de metrificação, carregados de críticas que alinhavam posturas sócio-políticas diante do quadro em que se estrutura o mundo hoje. Os temas apresentam-se através de polissíndetos, hipérboles, metáforas, antíteses etc. A hipérbole, por exemplo, designa uma espécie de caricatura do cenário social.

Por meio de sussurros, murmúrios e gritos vociferadores, os poemas representam as inquietações, as angústias e os medos; as alegrias, os anseios e os prazeres do novo século, ou talvez, de todos os séculos, pois salientam o que é inerente ao ser.

A autora evidencia a alma feminina que grita por liberdade e luta contra a miserabilidade humana e a artificialidade social. Esse feminino deseja um lugar ao sol, um espaço no universo social, político, econômico e cultural.

São as entranhas da mulher que vomitam palavras e remontam poemas, é o feminino que sua, que migra e destila e “ulcerifica” em prol da liberdade de existir e de coabitar no diferente. Costureira dos Malditos deseja que o alter seja respeitado em toda sua dimensionalidade, pois o alter não é um louco, é outro que, por ser diferente, é igual.

O nome foi inspirado na poesia Garoa do meu São Paulo de Mário de Andrade. Em Andrade, costureira é a metáfora da garoa que mostra e esconde uma cidade desigual, no entanto, essa desigualdade é o ponto de união entre opostos. No livro de Vânia Coelho, costureira vem da mulher que alinhava a trama dos tecidos que costura a vida e, ponto a ponto, constrói críticas severas, desdobrando-se em múltiplas visões de personagens que compõem a sociedade contemporânea.

Vânia Coelho é jornalista, escritora, professora universitária e mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Leciona na Universidade Guarulhos nos cursos de Comunicação Social e Serviço Social. É editora-chefe do Jornal Laboratório Contraponto, professora de Metodologia da Pesquisa Científica, Teoria do Jornalismo, Teoria da Comunicação, Redação Jornalística, Edição e Livro-reportagem. Autora de Ritos Encantatórios (1998); Aspectos Teóricos da Linguística (2002); A Mulher na Idade Média. In: História e Resistência (2004) e vários artigos publicados em diversas mídias impressas. Trabalhou em vários cursos em diferentes instituições, a saber: Direito, História, Serviço Social, Psicologia, Pedagogia, Letras e Comunicação Social (Publicidade e Propaganda e Jornalismo). Exerceu a função de coordenadora do Teatro Amador dos discentes da Unicastelo por onze anos e dirigiu peças literárias, tais como: A farsa de Inês Pereira, o Auto da barca do Inferno e Quem têm farelos de Gil Vicente; A igreja do diabo, Uns braços, A Cartomante de Machado de Assis; Marília de Tomás Antônio Gonzaga, Adamastor (canto V. dos Lusíadas) de Camões, entre outras. Participa da discussão sobre a Democratização das Comunicações, principalmente no que tange aos conteúdos dos programas televisivos que desrespeitam o espectador, formando um público ausente, alienado e pueril. É a primeira vez que se envereda pelo caminho da arte poética e, atualmente, escreve um romance de ficção. Possui um blog no qual publica artigos da literatura, como análises e críticas literárias, contos, crônicas e poesia; e da comunicação, como jornalismo socialista, teoria hipodérmica e outras do jornalismo, mídias e o universo digitalizado, formação em rede, futuro do jornalismo, etc. Mas  também, discute notícias da contemporaneidade. No blog, arranja ainda, um espaço para a família, em que dialoga com filhos e netos. Hoje, leciona e orienta alunos do jornalismo no TCC. E, roubando um tempo aqui e outro ali, caminhando na contramão de direção, isola-se para a produção de seu romance, nadando contra a maré e lutando pela arte de expressar-se.

Serviço:

Costureira dos Malditos
Vânia Coelho
Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-1827-2
Formato 14 X 21 cm 
204 páginas
1ª edição - 2010

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home