MEMÓRIAS DE UMA VIDA FELIZ / Edivino Andrade Noronha

Memórias de Uma Vida Feliz (trecho)

Escrever uma carta como a que inicio agora é como despir-se para tomar um banho.
 
Aos 22 anos, diante das dificuldades que minha família enfrentava, senti, como filho mais velho, o dever de procurar um trabalho, mesmo modesto, para não pesar mais no orçamento doméstico.

Não esperava bom futuro a curto prazo. Percebia que ainda não alcançara lucidez de espírito e poder de memorização que dessem lastro a minha evolução cultural.

Em meus dois empregos iniciais, logo senti que o ambiente tinha horizontes muito limitados. Mas, graças ao apoio de um amigo de meu pai, surgiu a oportunidade de uma colocação na firma Anderson & Clayton, onde me senti mais à vontade e fui beneficiado por vários fatores.

Com a anuência de Zuleika, seguimos imediatamente para assumir o cargo. A esposa do gerente apegou-se a ela e assumiu o papel de sua mãe. Meu chefe e eu também ficamos grandes amigos. Foram tempos muito felizes.

Certa tarde, recebi um telegrama da chefia do Distrito de Bauru, pedindo-me que seguisse imediatamente para Guaraçaí, assumisse a gerência de lá e aguardasse uma visita para instruções definitivas. Passados poucos dias, recebi a visita do Subgerente Distrital, Dr. Rafael Luiz Pereira de Souza, que me deixou a par do que ocorrera com o antigo gerente e entregou-me definitivamente o cargo.

Edivino Andrade Noronha nasceu no dia 23 de agosto de 1915, na cidade de São Sebastião da grama, no estado de São Paulo. Seus pais, José Pinto de Noronha e Maria Andrade Noronha, tiveram 9 filhos, sendo ele o mais velho. Foi casado com Zuleika de Abreu Ferraz Noronha com quem teve duas filhas. Hoje, aos 94 anos, tem 5 netos e 3 bisnetos. Ainda adolescente veio para Bauru do estado de São Paulo e depois na firma americana Anderson & Clayton, onde trabalhou por mais de 50 anos e se aposentou. Há 46 anos, em 1964, mudou-se para a cidade de Londrina, no Paraná, como gerente regional de café e algodão da firma Anderson & Clayton. Nas várias cidades em que morou, em função do cargo ocupado, participou ativamente das entidades assistenciais e sociais. Foi: 1º - Presidente do ILECE ( Instituto Londrinense de Educação de Crianças Excepcionais); 2º – Presidente do Londrina Country Clube; 3º – Presidente do Rotary Club de Londrina; 4º – Diretor da AAMEL ( Associação de Amparo do Menor de Londrina); 5º – Presidente da Café do Paraná (Companhia Agropecuária de Fomento Econômico do Paraná) – convidado pelo então governador do estado do Paraná Dr. Parigot de Souza; 6º – Sócio Benemérito da Sociedade Rural do Paraná; 7º – Membro da ADESG ( Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra).

Serviço:

Memórias de Uma Vida Feliz
Edivino Andrade Noronha
Scortecci Editora
Autobiografia
ISBN 978-85-366-1792-3
Formato 14 X 21 cm 
180 páginas
1ª edição - 2010

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home