LONGOS TRECHOS DE DIAS LÍQUIDOS / Joyce Cavalccante

Aqui está o nono livro da sazonada escritora Joyce Cavalccante. É um livro de contos, o segundo no gênero. Mais uma vez, ela nos oferece um intrigante título: Longos Trechos de Dias Líquidos, prática que já passou a ser a sua marca pessoal. Esse, além de intrigante, é belo e cheio de significados: Longos trechos, porque são contos extensos, quase pequenas novelas. Dias líquidos, porque o pano de fundo escolhido para todas as situações é o Mar.

O Mar também funciona como líquido amniótico, fluido que nos induz à vida. De vida e mar esse livro é feito.

Além disso, ele é principal personagem desse circuito de histórias espantosas, fantásticas ou subfantásticas, porém, mais que tudo, humanas. A referência ao mar é constante, talvez para não deixar dúvidas sobre seu papel fundamental.

E por ele ser o elemento catalisador das diversas narrativas – o laço que amarra o ramalhete – nos faz suspeitar de que esse não seja propriamente um livro de contos, mas, sim, um romance. Ou até um híbrido. Tratando de polêmicas,  pode-se esperar tudo dessa autora.

Em comum com o livro de contos anterior, o já clássico O Discurso da Mulher Absurda, esse também traz um forte componente erótico, ao lado de elegantes descrições dos rituais do desejo entre os pares. Se no anterior Joyce se propunha a atualizar o lírico acasalando amor e sexo no discurso feminino, nesse ela se propõe a demonstrar que as possibilidades dos prazeres sexuais são tão ilimitadas quanto o mar. Tão necessárias quanto o mar. Tão sagradas quanto o mar.

Aplausos da Crítica:

"(...) É aí que entram a vida e a literatura de Joyce, duas coisas que ela faz questão de juntar, o que prova esse novo e belíssimo livro (...)  Uma obra literária que utiliza o erotismo como a mais fina das matérias primas.(...) E isso define Joyce como uma das grandes escritoras deste país tão maltratado em termos de verdadeira criação literária".
(Quando o Erotismo É Fina Matéria Prima, por Álvaro Alves de Faria, revista Visão).

"(...) Joyce conhece o ofício. Desenha as situações de maneira tão convincente que é difícil não se apaixonar. Escreve com segurança. Seduz e conduz o leitor até onde quer. Não desperdiça palavras".
(Um Discurso Feminino, Sensível e Bem Escrito, por Ricardo Soares, Jornal da Tarde).
 
"O livro, todo seu discurso, é uma coerência lírica e um realismo absorvente, e a poesia, a pura poesia, caminha em contraponto musical do começo ao fim".
(Lado Sensual da Libertação da Mulher, por Caio Porfírio Carneiro, Jornal Diário do Grande ABC).

"(...) qualquer coisa muito antiga contada de um modo novo, na revelação do que é eternidade, mas o que há de fato nas histórias é a pura luz do amor, a aventura de ser homem, ser mulher, ser amante".
(O Discurso da Mulher Absurda, por Luiz Carlos Lisboa, Jornal da Tarde).

Joyce Cavalccante é uma atuante escritora do nosso tempo. Autora de nove livros de ficção de prosa e participante de quatorze antologias, tem suas principais obras traduzidas em vários idiomas. Enquanto ela percorre o mundo falando de seu trabalho criativo, carrega a bandeira da literatura feminina do Brasil. É presidente da REBRA – Rede de Escritoras Brasileiras. Nasceu em Fortaleza (CE) e mora em São Paulo, onde vive em estado de permanente criação. 

Outras publicações da autora:

De dentro para fora – Romance.
Costela de Eva – Romance.
Livre & objeto – Poemas em prosa.
O discurso da mulher absurda – Contos.
Retalhos místicos – Poemas em prosa.
Inimigas íntimas – Romance.
O cão chupando manga – Romance.
Noites masculinas – Teatro.

www.joycecavalccante.com.br

Serviço:

Longos Trechos de Dias Líquidos
Joyce Cavalccante

Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-85-366-1957-6
Formato 14 X 21 cm 
172 páginas
1ª edição - 2010

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home