LUCIDEZ DE NAVALHA / Diulinda Garcia

Faço neste livro uma excursão pelas trilhas da vida, onde encontro sob as folhas secas do caminho, lembranças abandonadas ao longo do tempo, fatos, vivências, emoções... Constato que continuo à procura de fragmentos que esbarraram no solo da existência, expostos aos verões, à chuva e à ventania e com eles rabisco e dou forma a minha paisagem poética.

O cuidado que dedico à contextura de cada palavra, de cada verso, sublinhados pela precisão do que descobre o olhar atento de um poeta, é como transformar a crueza do cotidiano em lirismo. É a construção de uma poesia espontânea, livre, onde se fazem presentes poucas, mas profundas e legítimas emoções.

Em Lucidez de Navalha, a realidade é pinçada com recursos poéticos, porém exposta de uma forma contundente, sendo as palavras desnudas para mostrar a preocupação e a insatisfação frente ao painel de injustas condições sociais legitimadas por fatos que nos levam à "volúpia irreprimida da indignação."
Diulinda Garcia

Diulinda Garcia é natural do Rio Grande do Norte e reside em Natal. É formada em LETRAS pela Universidade  Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). É poeta, pesquisadora e membro da Academia Feminina de Letras e do Memorial da Mulher – Natal/RN, da União Brasileira de Escritores do Rio Grande do Norte (UBERN). Foi professora de Língua Portuguesa e Literatura, Especialista da equipe de planejamento da Secretaria Municipal de Educação de Natal/RN. Exerceu, na mesma Instituição, o cargo de Chefe de Gabinete. Foi membro do Comitê Técnico Educacional da Delegacia do MEC no Rio Grande do Norte e Secretária de Planejamento em Macaíba/RN. Publicou as obras poéticas: *Caminho do Invisível (2006) e *Abstração (2008). Participou de várias Antologias, dentre as quais: *Primeira Coletânea Poetas Del Mundo - em Poesia (2008).
Livro destaca a maioridade poética de Diulinda Garcia
Valério Mesquita*

Agrada-me essa forma transversa que caracteriza "Lucidez de Navalha", suficientemente sutil para sugerir sem nomear e mesmo assim transitar entre o lirismo, a ternura e a emoção, além da perplexidade e indignação reveladas diante das vicissitudes contemporâneas. Nesse aspecto, a poesia de Diulinda se afina com o que há de mais atual na poesia feminina do nosso Estado: Diva Cunha, Marize Castro e Carmem Vasconcelos, entre outras que ajudam a transformar e a renovar o nosso universo poético. Diulinda une o realismo ao  subjetivismo. A sua poesia tem essa origem e mostra-se agora mais afirmativa e autoconfiante, fruto do amadurecimento de sua sensibilidade de mulher atenta às mudanças de seu tempo. Lendo essa poesia de voo largo, compreendemos porque a poesia é essencial.
*Da Academia Norte-Riograndense de Letras.

Serviço:

Lucidez de Navalha
Diulinda Garcia

Scortecci Editora
Poesia
ISBN 978-85-366-1836-4
Formato 14 X 21 cm 
80 páginas
1ª edição - 2010

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home