MENINA DOS OLHOS / Eliana Maciel

Menina dos Olhos dirige-nos para o mundo do encantamento e da estranheza, da inocência (ainda) não perdida. A leveza da linguagem, nas imagens permeadas de sinestesias, de odores, de cores, de ruídos (as onomatopeias são recursos expressivos para a apreensão da realidade) concretiza-se nas frases curtas, concisas.

A temática abordada revela-nos a insegurança, o encantamento, desencantamento e, principalmente, o estranhamento, fora do âmbito familiar, de um mundo que a menina vai descobrindo, descobrindo-se. Ela distancia-se, na espreita do desconhecido, como narradora, para, ao mesmo tempo, fazer-nos aproximar e nos tornar participantes de sua apreensão da realidade, num intimismo tocante.

O conflito ocorre sempre no paradoxo entre o mundo de fantasia e sonho e os fatos exteriores com os quais a menina se depara. Daí a sensação de estranheza e consequentes questionamentos sobre o desconhecido. Os contos de Menina dos Olhos são uma visão deliciosa, delicada, leve, doce e amarga da criança que vai descobrindo o mundo adulto até deixar para trás gibis, bonecas, panelinhas, dando o adeus definitivo à infância.
Marilena Araújo

Eliana Maciel faz sua estreia neste livro com uma série de contos abordando o tema delicado da infância. Tema complexo e não muito fácil de tratar, mas que ela enfrenta com um estilo cinematográfico muito próprio, valendo-se de descrições precisas para compor essa trama delicada do universo da menina ao descobrir lentamente o complicado mundo dos adultos. Eliana Maciel vai tecendo nestes textos uma interessante pedagogia da infância, através de pequenos ritos de passagem que, aos poucos, retiram sua menina do espaço protegido da casa dos pais e vão preparando-a para sua vida futura de mulher. Ela quase deixa um convite para um futuro livro quando essa menina estiver adulta. Por enquanto, temos as narrativas desse tempo de menina, revelando que a vida pode ser um pouco mais complicada do que ela imaginava. O gelo fino da infância é trincado sutilmente pela autora, um pouco em cada conto, como acontece com aquele mítico anel de vidro que se quebra nas cantigas de roda que todas as meninas cantam, sem saber que se trata da própria infância (ou da vida) quebrando-se, num tempo curto e rápido. Contos de uma escritora já segura de seu estilo e de seus temas.
Walter Cezar Addeo 
Membro da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte.

Serviço:

Menina dos Olhos
Eliana Maciel
Scortecci Editora
Contos
ISBN 978-85-366-1941-5
Formato 14 X 21 cm 
84 páginas
1ª edição - 2010

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home