BAZAR SORTIDO / Luiz Viegas de Carvalho

Política, saúde, religião, comportamento, acontecimentos, lembranças, reflexões, irreverências, humor. Tem de tudo este Bazar Sortido. Em estilo leve, coloquial, objetivo e com base numa cultura abrangente e em rica experiência de vida, nada escapa ao Ponto de Vista de Luiz Viegas de Carvalho.

Como numa conversa bem mineira, o autor fala da vida, da morte, do cotidiano, de personagens, sejam estadistas e altos dignitários ou pessoas comuns, gente do povo. Gente como Vovó Sofia, que quis morrer de vergonha, “depois que ficou sabendo das falcatruas praticadas por alguns membros do Senado da República”.

Ou Lurdes, a passadeira de Salto de Pirapora, e seu mundo de dúvidas e incertezas. Com justa indignação, condena as falsas promessas e engabelações de candidatos trapaceiros ou simplórios, contra os quais propõe “uma boa e frutuosa dose de indignação cívica”.

Com a mesma ênfase que condena a violência e sugere uma nova civilização, de não-violência ativa e agressiva, lembra o exemplo da poeta Cora Coralina: “Sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida, removendo pedras e plantando flores”. Como Patrus Ananias registra no prefácio, com serenidade e bom humor, por todo o livro, Luiz Viegas de Carvalho distribui pílulas de sabedoria e sensibilidade. Leia e comprove como essas pílulas fazem bem ao espírito e ao coração!

“Os textos deste livro, aparentemente simples e despretensiosos, estão carregados de densidade existencial e de muitas e ampliadas leituras, estudos e reflexões. Os temas de fundo são os que acompanham através dos tempos a aventura humana sobre a face da terra: a vida, a morte, Deus. No Bazar Sortido, Viegas busca trazer esses temas permanentes e nunca resolvidos para uma abordagem mais quotidiana. (...) Os textos de Viegas têm um tom de conversa entre amigos, “a grande prosa do mundo”, conversa ao pé do fogão a lenha, no crepitar gostoso da madeira seca, conversa de gente que quer encontrar um rumo correto na vida, para melhor vivê-la e compartilhá-la, na linha da Cartilha de Prevenção.”
Do prefácio de Patrus Ananias

Luiz Viegas de Carvalho nasceu em 1925 na cidade de Pará de Minas, MG. Licenciou-se em Filosofia e Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana, de Roma. Trabalhou inicialmente em Belo Horizonte, nas décadas de 50 e 60. Entre as várias atividades ali exercidas, foi Vice-Reitor da Universidade Católica de Minas Gerais, onde ensinou Lógica, Metafísica, Iniciação Filosófica e Deontologia Médica, e presidiu o Conselho Estadual de Educação do Estado de  Minas Gerais. Em meados dos anos 70 transferiu-se para São Paulo. Foi assessor do então Cardeal-Arcebispo Dom Paulo Evaristo Arns, trabalhando como diretor do jornal  “O São Paulo”. Posteriormente mudou-se para o Rio de Janeiro, onde fez formação psicanalítica. Desde março de 2008 escreve semanalmente, aos sábados, a coluna Ponto de Vista dos jornais da Rede Bom Dia. Os periódicos são diários e possuem atualmente 9 edições, abrangendo as cidades paulistas de Bauru, Catanduva, Fernandópolis, Itatiba, Jundiaí, Marília, Região do ABCD, São José do Rio Preto e Sorocaba. Este livro traz os primeiros 110 artigos daquela coluna. 

Serviço:

Bazar Sortido
Luiz Viegas de Carvalho

Scortecci Editora
Crônicas
ISBN 978-85-366-2042-8
Formato 14 x 21 cm 
272 páginas
1ª edição - 2010

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home