MEMÓRIAS DE UM VENCEDOR / Chico Dantas

Seria difícil definir um grande amigo, um daqueles do peito, de todas as horas, para todas e quaisquer ocasiões, não? Na verdade não é! Esse amigo para mim tem nome e sobrenome: é o Chico Dantas. Conheci-o há pelo menos uns trinta anos atrás, de uma maneira bem curiosa.

Quando vi, entrando pelo escritório, aquele homem metido em um terno claro, super moreno, falando meio alto que tinha encontrado na rua uma carteira de meu pai e que estava ali para devolvê-la, surpreendi-me. De lá para cá, nossa amizade só cresceu mais e mais. A vida nos reuniu como irmãos que somos, muito mais do que meros e simples amigos ou colegas de profissão.

Temos passado, juntos, poucas e boas – algumas delas envolvendo o exercício profissional e a política, esta última na qual temos estado lado a lado e bem ativos desde 1994, se me lembro bem. Eu graças ao estímulo dele.

Neste seu livro de memórias, o leitor poderá deleitar-se com passagens ora curiosas, ora tristes de sua vida, isto é, de seu cotidiano, desde a sua mais tenra idade até os dias atuais. Quando recentemente me visitou no escritório e me solicitou que escrevesse estas “orelhas” de sua obra, senti-me imediatamente tentado a fazê-lo, embora o desafio tenha me assustado. É que escrever sobre alguém muito querido é sempre difícil, por mais que possa parecer o contrário. Mas, na verdade, o ato de escrever sobre o Dantas tornou-se mais leve do que esperava, ainda mais no momento em que me encontro, prestes a ter uma experiência única na vida.

Se pudesse definir esse excepcional grande companheiro de lutas em poucas palavras, eu diria, sem medo de errar: amigo extremamente leal, sincero e dedicado ao extremo! É o famoso “pau para qualquer obra”. É como o vejo, e é como, tenho a mais absoluta certeza, o verão os privilegiados leitores que terão a honra de testemunhar, pela leitura destas páginas, a saga de um verdadeiro vencedor, o nosso fidelíssimo e muito amado amigo Chico Dantas.

Dantas, seja-me permitido anotar, como se costuma dizer na feliz gíria dos jovens da atualidade: “você é o cara!”. Parabéns por esta sua obra, você merece e nós, os seus verdadeiros e fiéis amigos, entre os quais tenho o privilégio de me incluir, privando de sua convivência fraterna, também a merecemos. Que Deus o abençoe hoje e para todo o sempre!
Fábio M. B. Trombetti

Serviço:

Memórias de um Vencedor
De Fortaleza Para São Paulo
Chico Dantas

Scortecci Editora
Memórias
ISBN 978-85-366-2070-1
Formato 12 x 18 cm 
64 páginas
1ª edição - 2011

Mais informações:

Catálogo Virtual de Publicações

Para comprar este livro verifique na Livraria e Loja Virtual Asabeça se a obra está disponível para comercialização.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home